operações

BNDES divulga condições para financiar privatizações dos principais aeroportos do país

O financiamento será estruturado em parcelas com base nas características dos investimentos

Aline Souza
Aline Souza
Publicado em 19/01/2012 às 18:51
Leitura:

RIO DE JANEIRO - As empresas que vencerem os leilões de concessão de serviços públicos dos aeroportos internacionais de Brasília, Campinas e Guarulhos, previstos para ocorrerem em fevereiro, poderão ter financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Nesta quinta-feira (19), o banco anunciou a aprovação das condições básicas para o apoio financeiro à concessão, que servirá para melhorar a operação dos aeroportos.

Segundo o BNDES, o financiamento poderá ocorrer de forma direta para a empresa, ou para uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), limitada a 80% do investimento total e a 90% dos itens financiáveis. As projeções financeiras feitas pelo banco tiveram por base investimentos e custos identificados em estudo da Estruturadora Brasileira de Projetos (EBP).

Será exigida dos candidatos ao financiamento demonstração da capacidade técnica e econômico-financeira para executar o projeto. O financiamento será estruturado em parcelas com base nas características dos investimentos. O prazo total do financiamento será de até 180 meses para os aeroportos de Brasília e Guarulhos, incluindo o empréstimo-ponte, e de até 240 meses, para o aeroporto de Campinas, informou a assessoria do banco. Os prazos de concessão são, respectivamente, de 25 anos, 20 anos e 30 anos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias