Estimativa

Meta é ter PIB de 4,5% em 2012, diz Mantega

Ministro da Fazenda espera ter ma expansão superior aos 2,7% verificados em 2011 nos próximos anos

Milton Raulino
Milton Raulino
Publicado em 07/03/2012 às 14:11
Leitura:

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta quarta-feira (7) que o governo tem como meta um crescimento de 4,5% em 2012 e que espera uma expansão superior aos 2,7% verificados em 2011 nos próximos anos. As declarações foram feitas durante o balanço do primeiro ano da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

Mantega disse ainda que o ano passado foi difícil, porque houve uma recaída da crise de 2008 e a economia internacional passou a ter crescentes problemas. Citou ainda as ações para controlar a inflação, pois o surto inflacionário internacional poderia contaminar o Brasil.

"Apesar de trabalharmos em um cenário adverso, o Brasil conseguiu ter um bom resultado econômico no ano passado. Mantivemos a trajetória de crescimento. Esse PIB foi satisfatório e proporcionou outros resultados econômicos importantes", afirmou.

O ministro disse ainda que um resultado importante foi a geração de emprego e que o mercado consumidor brasileiro continua a crescer fortemente e estimulando a economia. "A economia está funcionando com pleno emprego", disse.

Mantega destacou ainda que o País continuou a produzir superávit primário, "solidificando" as contas públicas brasileiras. "Essa solidez fiscal nos permite ter mais condições para enfrentar novos desafios. Temos mais margem fiscal para novos estímulos e garantir um crescimento maior", afirmou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias