inflação

Mantega diz que IPCA de junho será menor que o de maio

Ministro da Fazenda declarou que a queda no índice indica que será possível o país crescer sem inflação

Da Agência Brasil
Da Agência Brasil
Publicado em 27/06/2012 às 15:15
Leitura:

BRASÍLIA – O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de junho será menor do que o registrado no mês passado (0,36%), indicando queda da inflação. A previsão foi feita pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, que anunciou nesta quarta (27), durante solenidade no Palácio do Planalto, medidas para agilizar compras governamentais, estimular investimentos e tentar manter a economia aquecida ante a crise mundial.

Segundo Mantega, já existem dados que mostram a queda no índice. Para ele, a redução do IPCA indica que será possível o país crescer sem inflação. Mantega destacou que o governo continuará a tomar medidas de estímulo à economia, de forma que ela cresça "de forma vigorosa" no segundo semestre deste ano.

Na solenidade, o ministro anunciou também a redução da Taxa Básica de Juros de Longo Prazo (TJLP), que caiu de 6% para 5,5% ao ano. Ele disse que, como “toda a composição de juros no país” vinha sendo reduzida, a TJLP teria, da mesma forma, que acompanhar a queda.

“Isso sinaliza que a taxa de longo prazo será cada vez menor no país. Os próximo empréstimos do BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social] estarão mais baratos. Os créditos já destinados e pelas empresas estarão pagando menos juros porque já estão indexados pela TJLP”, explicou o ministro.

De acordo com Mantega, o impacto da medida para o setor produtivo será de redução do custo financeiro dos empréstimos já contratados, bem como de novos investimentos. No caso das contas do governo, a medida terá pouco impacto, disse o ministro.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias