análise

IBGE: produção industrial cai em 11 regiões em dezembro

No acumulado do ano passado, 11 dos 14 locais pesquisados pelo IBGE registraram alta da produção industrial

Da AE
Da AE
Publicado em 07/02/2014 às 9:02
Leitura:

A produção industrial recuou em 11 dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na passagem de novembro para dezembro de 2013. Em São Paulo, houve queda de 5,5% em dezembro, depois de queda de 0,3% em novembro. Em relação a igual mês de 2012, a queda foi de 6,4%.

No acumulado do ano passado, 11 dos 14 locais pesquisados pelo IBGE registraram alta da produção industrial, o que resultou na taxa média nacional de 1,2% em relação a 2012. Em São Paulo, a indústria teve alta de 0,7% em 2013. Vale ressaltar que o crescimento da indústria paulista no acumulado do ano até novembro era de 1,4%, o dobro da taxa de fechamento.

MÊS - No mês de dezembro, além de São Paulo, foram destaques negativos as regiões de Minas Gerais (-8,6%), do Paraná (-7,3%), Ceará (-6 2%) e Espírito Santo (-3,6%), que mostraram recuos mais intensos do que a média nacional (-3,5%) em dezembro. Rio Grande do Sul (-3,2%), Rio de Janeiro (-3,0%), Bahia (-0,6%), Amazonas (-0,6%) Santa Catarina (-0,1%) e Região Nordeste (-0,1%) completaram o conjunto de locais com taxas negativas no último mês de 2013.

Por outro lado, Goiás (8,2%) e Pernambuco (3,3%) registraram os avanços mais intensos em dezembro, enquanto Pará (0,9%) mostrou expansão mais moderada, apontou o IBGE.

ANO - No acumulado de 2013, as regiões que avançaram na produção em ritmo acima da média nacional foram Rio Grande do Sul (6,8%), Paraná (5,6%), Goiás (5,0%), Bahia (3,8%), Ceará (3,3%) e Santa Catarina (1,5%).

Adicionalmente, Região Nordeste (0,8%), Pernambuco (0,7%), Amazonas (0,7%) e Rio de Janeiro (0,1%), além de São Paulo, completaram o conjunto de locais com taxas positivas nos 12 meses de 2013. Por outro lado, Espírito Santo (-6,7%), Pará (-4,9%) e Minas Gerais (-1,3%) assinalaram os resultados negativos no índice acumulado no ano.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias