PEA

IBGE: População Economicamente Ativa cresceu em agosto

População de ocupados também subiu 0,8% em agosto ante julho, com acréscimo de 178 mil pessoas nessa condição nas seis principais regiões metropolitanas

Giovanna Torreão
Giovanna Torreão
Publicado em 25/09/2014 às 10:56
Foto: Agência Brasil
População de ocupados também subiu 0,8% em agosto ante julho, com acréscimo de 178 mil pessoas nessa condição nas seis principais regiões metropolitanas - FOTO: Foto: Agência Brasil
Leitura:

A População Economicamente Ativa (PEA) cresceu 0,9% no mês de agosto em relação a julho, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com agosto de 2013 houve queda de 0,7%. Esse recuo é considerado uma estabilidade do ponto de vista estatístico, segundo o instituto.

A população de ocupados também subiu 0,8% em agosto ante julho, com acréscimo de 178 mil pessoas nessa condição nas seis principais regiões metropolitanas. Na comparação com agosto de 2013, houve queda de 0,4%, o que também é considerado estável pelo IBGE, diante de uma saída de 86 mil pessoas.

Já a população de desocupados subiu 3,3% em agosto ante julho (39 mil pessoas), mas caiu 5,8% ante agosto de 2013 (75 mil pessoas a menos). Os dois movimentos são tidos como estabilidade.

A população não economicamente ativa (PNEA), por sua vez, caiu 0 9% em agosto ante julho. Na comparação com agosto de 2013, a alta foi de 3,7%.

Massa de renda

A massa de renda real habitual dos ocupados no País somou R$ 48 2 bilhões em agosto, alta de 2,4% em relação a julho, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação com agosto de 2013, houve crescimento de 1,8%.

Já a massa de renda real efetiva dos ocupados totalizou R$ 48,3 bilhões em julho, alta de 1,7% contra o mês anterior. Na comparação com julho de 2013, houve aumento de 2,5% na massa de renda efetiva. O rendimento médio do trabalhador foi de R$ 2.055 50 em agosto, alta de 1,7% em relação a julho.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias