fitch

Risco do setor elétrico pode subir em razão de reservatórios, diz agência

O ONS espera que os reservatórios das regiões Sudeste e Centro-Oeste alcancem ao final de dezembro 21,8% volume do útil

Karol Albuquerque
Karol Albuquerque
Publicado em 23/12/2014 às 18:18
Leitura:

A agência de classificação de risco Fitch afirma que, embora sua perspectiva para o setor elétrico permaneça estável, o risco de crédito das empresas do setor pode aumentar caso não haja recuperação do nível dos reservatórios.

Em nota, a Fitch diz que "a perspectiva pode ser alterada a curto prazo, caso o atual período de chuvas frustre a expectativa de recuperação dos reservatórios nos próximos quatro meses, o que pressionaria os fundamentos do setor".

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) espera que os reservatórios das regiões Sudeste e Centro-Oeste alcancem ao final de dezembro 21,8% volume do útil. Segundo os últimos dados disponíveis, de segunda-feira (22), os reservatórios dessas regiões estão em 17,6%.

É preciso que, até a segunda quinzena de janeiro, os reservatórios estejam próximos a 30% para que o risco de apagão seja descartado.

Em novembro, o ONS avisou a distribuidores e geradores que há risco de serem necessários cortes seletivos de energia para garantir o fornecimento durante os horários de pico, entre janeiro e fevereiro, quando há forte aumento no consumo de eletricidade.

Ainda não é possível medir o efeito da chuva de segunda (22) que atingiu o estado de São Paulo sobre o nível dos reservatórios do Sudeste e Centro-Oeste. O ONS divulgará os dados na quarta (24), um dia após a medição.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias