Automóveis

Renault prevê nova retração no mercado

O presidente da empresa disse que o desempenho em 2014 foi uma decepção

Folhapress
Folhapress
Publicado em 06/01/2015 às 22:42
YASUYOSHI CHIBA / AFP
O presidente da empresa disse que o desempenho em 2014 foi uma decepção - FOTO: YASUYOSHI CHIBA / AFP
Leitura:

O presidente mundial da Renault Nissan, Carlos Ghosn, afirmou nesta terça-feira (6) que na melhor das hipóteses o mercado de automóveis no Brasil ficará estável neste ano, mas o mais provável é que ele tenha uma nova queda nas vendas.


Assim como fez às vésperas do Salão do Automóvel de Paris, em outubro, Ghosn disse que o desempenho do mercado em 2014 "é realmente uma decepção" e que "não foi um ano de entusiasmo".

Ghosn disse, porém, que não vislumbra demissões no grupo no Brasil. A empresa fez um layoff -licença remunerada em que a empresa e governo dividem o salário dos funcionários- de 279 empregados da fábrica da Nissan em Resende (RJ) entre setembro e dezembro de 2014. Todos os funcionários, disse ele, retornaram na segunda (5).

Ghosn participou de conversa com jornalistas na sede da Nissan, no centro do Rio, onde apresentou um novo motor que será produzido em Resende (RJ). Será um modelo de três cilindros que vai integrar o New March.

 

 

 

 

 

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias