IPC-S

FGV mantém projeção de 0,30% para IPC-S de setembro

Dados apontam ainda que a inflação vai acelerar gradualmente para 0,30%

Do Estadão Conteúdo
Do Estadão Conteúdo
Publicado em 08/09/2015 às 11:53
Foto: Reprodução/Internet
Dados apontam ainda que a inflação vai acelerar gradualmente para 0,30% - FOTO: Foto: Reprodução/Internet
Leitura:

O coordenador do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) da Fundação Getulio Vargas (FGV), Paulo Picchetti, disse nesta terça-feira, 8, que manteve sua projeção de 0,30% para o indicador no fechamento de setembro, após a taxa de 0,21% na primeira quadrissemana do mês. "Pelo o que mostram as pesquisas de ponta, a inflação vai acelerar gradualmente para 0,30%, vamos esperar as próximas semanas para ver (se haverá revisão para o índice fechado)", disse, em entrevista ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

Picchetti atribuiu a percepção de que o IPC deve acelerar nas próximas quadrissemanas ao movimento visto no grupo Alimentação, de grande peso dentro do índice e que, entre o fechamento de agosto e a primeira leitura de setembro passou, de -0,11% para -0,08%. "Não temos nenhum grande aumento no radar, mas o grupo alimentação, a exemplo do que vimos nesta semana, continuará arrefecendo a deflação", afirmou. Entre as principais contribuições para esta trajetória, está o subgrupo Frutas (de -1,74% para -0,73%) entre o encerramento do mês passado e a primeira medição de setembro.

Em compensação, o grupo Educação, Leitura e Recreação arrefeceu de 0,48% para 0,12%, puxado pela desaceleração nos preços de passagens aéreas, para 0,51%, ante 6,03% na quadrissemana anterior. Este item também ajudou no alívio dos preços de Serviços, de 0,84% para 0,68%. "E passagem aérea já tem queda na ponta", acrescentou. No sentido contrário, os preços administrados avançaram de 0,79% para 0,87% entre o fechamento de agosto e a primeira quadrissemana de setembro.


O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias