Pernambuco 2035

Governo do Estado assina protocolo para começo de nova fase do Pernambuco 2035

Educação, saúde, habitação e saneamento são algumas das principais áreas de atuação do projeto

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 29/10/2015 às 10:38
Foto: Adriana Guarda/Editoria de Economia
Educação, saúde, habitação e saneamento são algumas das principais áreas de atuação do projeto - FOTO: Foto: Adriana Guarda/Editoria de Economia
Leitura:

O Governo do Estado de Pernambuco assinou um novo protocolo de intenções com o Movimento Brasil Competitivo (MBC) nesta quinta (29). O documento, assinado pelo governador Paulo Câmara, visa o início de uma nova fase do Pernambuco 2035, com conclusão prevista para junho de 2017.

O projeto é operacionalizado pelo Consórcio Pernambuco do Amanhã, formado elas empresas Ceplan, TGI e Macoplan e coordenado pela Secretaria de Planejamento e Gestão. A cerimônia de assinatura do Protocolo contou com a participação do secretário de Planejamento e Gestão, Danilo Cabral, do empresário Jorge Gerdau, do MBC e do presidente executivo do MBC, Cláudio Gastal. A nova fase do projeto é dividida em quatro ações distintas. São elas a revisão dos documentos do PE2035, identificação de fontes de financiamento para a realização das ações privadas e governamentais, criação de um modelo de Governança para o projeto e de um comitê de acompanhamento das ações, e integração dos municípios à estratégia de desenvolvimento de longo prazo. Foram estabelecidas 15 áreas de atuação no Pernambuco 2035, havendo, em cada uma delas, projetos privados e públicos que devem viabilizar e operacionalizar a estratégia nos próximos 20 anos. Educação e conhecimento, mobilidade, habitação, saúde, segurança e defesa social são algumas das áreas.

O Pernambuco 2035 foi lançado em 2013, pelo então governador Eduardo Campos. O projeto já realizou um inventário do que está sendo implantado no Estado e definiu uma visão de futuro para Pernambuco que estabelece as metas de longo prazo.

Em dezembro do ano passado, foi entregue ao governo estadual a Carteira de Projetos Públicos, composta por 47 projetos estruturadores a serem implantados pelos prózimos anos em dez segmentos diversos. No documento entregue agora consam as ações de interesse da iniciativa privada, que complementam a primeira fase do projeto. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias