LOTERIA

Começam apostas na Mega da Virada; confira o que dá para comprar

Expectativa da Caixa é que prêmio chegue aos R$ 200 milhões. Aposta mínima é de R$ 3,50

Da editoria de Economia
Da editoria de Economia
Publicado em 01/11/2016 às 7:53
Foto: Free Images
FOTO: Foto: Free Images
Leitura:

Começa nesta terça-feira (1º) o que para muita gente é a grande oportunidade de começar o ano milionário. A Caixa Econômica Federal começa a aceitar os jogos da Mega da Virada, cujo valor mínimo da aposta é de R$ 3,50, com expectativa de pagar R$ 200 milhões ao vencedor (ou vencedores). Quem quiser fazer uma “fezinha” terá até às 13h (horário do Recife) do dia 31 de dezembro.

O sorteio será transmitido ao vivo pela TV aberta às 19h (local) e, mesmo que nenhum apostador do País acerte os seis números, o prêmio não acumula. O valor total passa a ser disputado por quem acertar mais dezenas, a quina ou a quadra, sucessivamente.

Foto: Free Images
Se aplicado na poupança, o prêmio pode render cerca de R$ 1,5 milhão por mês - Foto: Free Images
Foto: Free Images
O valor também é suficiente para comprar 600 imóveis no valor de R$ 400 mil - Foto: Free Images
Foto: Divulgação/ Jeep
Outra opção é uma frota de 1.640 carros de alto padrão - Foto: Divulgação/ Jeep
Foto: Free Images
Para quem quer viajar, dá para fechar 2 mil pacotes de volta ao mundo de cruzeiro (R$ 100 mil cada) - Foto: Free Images
Foto: Divulgação
Quem quiser algo mais privado, a opção é a Azimut 60, lancha R$ 6,36 milhões. Ou 31 delas - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Mas se quiser fugir do mundo, a ilha Tipaemay, na Polinésia Francesa, está à venda por R$10,176 mi - Foto: Divulgação

No ano passado, o prêmio total chegou aos R$ 246 milhões e a arrecadação pela Caixa atingiu R$ 620.312.112. O prêmio também pode aumentar este ano, dependendo da quantidade de apostas. Em 2015, foram seis bilhetes vencedores divididos entre apostadores de uma cidade de São Paulo, três cidades do Espírito Santo e outra de Alagoas. Os números sorteados foram 02 - 18 - 31 - 42 - 51 - 56.

RECOMENDAÇÕES

Mesmo dividido entre vários ganhadores, o montante sorteado enche os olhos e mexe com a cabeça de muita gente. Mas, antes de começar a lista de itens de desejo do que fazer com tanto dinheiro, especialistas recomendam menos sonho e mais cautela. 

“O valor é surreal para a grande maioria das pessoas. A primeira reação é querer extrapolar, pensar nas formas como gastar. O problema é que há casos de pessoas que conseguiram fazer isso em pouquíssimo tempo. Ou pior: adquiriram dívidas em tamanho proporcional a do prêmio”, alerta o coordenador do Cedepe Business School, Tiago Monteiro.

Já que o ganhador não necessariamente saberá administrar uma quantia tão grande, a orientação do coordenador é entregar o prêmio a um fundo de investimento sério e reconhecido. “Só para ter uma ideia, uma pessoa que ganhar os R$ 200 milhões sozinho e aplicar em um fundo que dê o retorno de 10% ao ano, conseguiria viver com uma mensalidade de R$ 1,5 milhão sem comprometer em nada o montante”, sugere Monteiro. Se o premiado não for tão extravagante e não gastar toda a mensalidade, parte do valor ainda pode ser usado para diversificar aplicações e investimentos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias