INVESTIMENTO ESTRANGEIRO

País tem investimento estrangeiro recorde em janeiro de 2017

Isso ocorreu porque várias empresas do setor elétrico fizeram aquisições de equipamentos

Da Agência Brasil
Da Agência Brasil
Publicado em 17/02/2017 às 11:15
Foto: Agência Brasil
Isso ocorreu porque várias empresas do setor elétrico fizeram aquisições de equipamentos - FOTO: Foto: Agência Brasil
Leitura:

O investimento direto no País vindo do exterior chegou a US$ 11,528 bilhões em janeiro deste ano, segundo dados divulgados nesta sexta-feira  (17/02) pelo Banco Central (BC). Esse foi o maior valor para o mês na série histórica, que tem início em 1995. Em janeiro de 2016, esses investimentos ficaram em US$ 5,455 bilhões. Isso é importante porque, geralmente, o aumento do investimento é o primeiro passo para o reaquecimento da economia.

Segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, é incomum entrar esse volume e recursos no início do ano. Ele explicou que esse resultado foi influenciado por operações no setor de eletricidade. “Tivemos aquisições de empresas no Brasil concentradas no setor elétrico”, disse.

Maciel acrescentou que o investimento estrangeiro é a melhor forma de financiar o déficit das contas externas do País, porque os recursos se “incorporam à atividade produtiva, gerando renda, emprego, impostos e naturalmente lucros, com uma parte reinvestida no Brasil”.

DÉFICIT

Em janeiro deste ano, as contas externas ficaram negativas em US$ 5,085 bilhões. Em janeiro de 2016, o saldo negativo das transações correntes - as compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do país com o mundo – foi menor: US$ 4,817 bilhões.

Para Maciel, houve uma expansão “moderada” do déficit em transações correntes, em um cenário de maior dinamismo da atividade econômica em relação a 2016 e também de uma perspectiva de crescimento das exportações”.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias