Bagagem

Latam diz que despacho de primeira bagagem segue gratuito nos próximos meses

Empresa ressaltou, no entanto, que cobrança da primeira mala despachada em voos domésticos começará ainda neste ano, numa data a ser definida

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 06/03/2017 às 20:23
Divulgação
Empresa ressaltou, no entanto, que cobrança da primeira mala despachada em voos domésticos começará ainda neste ano, numa data a ser definida - FOTO: Divulgação
Leitura:

A Latam Brasil informa que o despacho da primeira bagagem de 23 quilos em voos domésticos continuará gratuito durante os próximos meses e que, num primeiro momento, apenas o excesso de peso será cobrado nesta mala.

A empresa ressalta, no entanto, que a cobrança da primeira mala despachada em voos domésticos começará ainda neste ano, numa data a ser definida. Na ocasião, o despacho da primeira bagagem custará R$ 50.

O posicionamento da empresa diz respeito à nova regulamentação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) relativa aos direitos e deveres dos consumidores de serviços aéreos, que começará a vigorar em 14 de março.

As novas regras acabam com o transporte gratuito de malas com até 23 quilos em voos domésticos ou de duas malas com até 32 quilos em voos internacionais. Passa a existir uma tarifa de bagagem cujo preço será estabelecido pelas empresas.

Quanto ao despacho da segunda mala de até 23 quilos em voos domésticos, a Latam informa que a cobrança terá início já em 14 de março, a um custo de R$ 80. No futuro, quando o despacho da primeira bagagem também for implantado, o valor da segunda mala será revisto.

"A Latam e suas filiais projetam reduzir em até 20% as tarifas mais baratas disponíveis para seus voos domésticos até 2020, consolidando sua importância para o desenvolvimento do turismo na região e contribuindo para o crescimento do tráfego aéreo", diz, em nota, a presidente da Latam Brasil, Claudia Sender. "Nossa meta é aumentar em 50% nossos passageiros transportados até 2020".

A Latam também informa que, a partir de 14 de março, será cobrada uma taxa de R$ 120 para as bagagens despachadas em voos domésticos cujo peso fique entre 24 e 33 quilos - caso o peso excessivo fique na faixa entre 34 e 45 quilos, a tarifa será de R$ 200. A empresa ainda comunica que cobrará uma taxa de R$ 200 para despachar bagagens com dimensões maiores que as permitidas em voos domésticos.

Voos internacionais

Nas rotas para a América do Sul, a partir de 14 de março, a Latam diz que o despacho da primeira mala de 23 quilos será gratuito, sendo cobrada uma tarifa de US$ 90 para a segunda bagagem. Nos casos de excesso de peso, a tarifa será de US$ 90 entre 24 e 33 quilos e de US$ 180 entre 34 e 45 quilos. Em caso de tamanho excedente, a taxa cobrada será de US$ 90.

Já para os demais voos internacionais a partir de 14 de março, a Latam não irá cobrar pelo despacho das duas malas de 23 quilos. No entanto, as taxas por excesso de bagagem serão de US$ 100 para a faixa entre 24 e 33 quilos, e de US$ 200 para a faixa entre 34 e 45 quilos. Caso a mala despachada tenha dimensões superiores às permitidas, a tarifa será de US$ 200.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias