DÍVIDAS

Serasa Experian inicia evento de renegociação de dívidas nesta segunda

Serasa Experian lança o Liquida Dívidas para renegociação de dívidas

JC Online
JC Online
Publicado em 27/03/2017 às 7:03
Foto: Reprodução/Internet
Serasa Experian lança o Liquida Dívidas para renegociação de dívidas - FOTO: Foto: Reprodução/Internet
Leitura:

A Serasa Experian realiza a primeira edição do Liquida Dívidas em quase 20 mil postos de atendimentos e pela internet a partir desta segunda-feira (27). Consumidores com contas atrasadas poderão negociar dívidas e condições especiais de pagamento até o dia 2 de abril. Os descontos podem chegar a 90%. O evento tem o objetivo de ajudar os endividados a sair do vermelho.

Segundo estudo realizado pela Serasa Experian em janeiro de 2017, o Brasil tem hoje quase 60 milhões de pessoas com contas atrasadas, o que representa cerca de 40% da população adulta. É possível consultar as formas de atendimento pelo site do Liquida Dívidas. A ideia é facilitar a negociação de débitos, oferecendo a possibilidade de negociar presencialmente ou sem sair de casa, por telefone ou pelo chat da internet.


As renegociações são feitas diretamente com os credores participantes. O Banco Itaú Unibanco, Caixa Econômica Federal, Oi, TIM, SKY, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e Pernambucanas estão entre as empresas que já confirmaram presença no evento, realizado pelo SerasaConsumidor, braço da Serasa Experian.

“O Liquida Dívidas é a oportunidade para que os consumidores quitem suas dívidas com descontos e limpem seu nome ainda no primeiro trimestre do ano. Esse é o desejo de empresas e consumidores, por isso estamos criando o movimento. A inadimplência não interessa a ninguém”, afirma o vice-presidente do SerasaConsumidor, Silvio Frison.


O consumidor precisa se preparar antes de renegociar. O primeiro passo é verificar se a empresa com a qual tem débitos está participando do evento por meio do site do Liquida Dívidas. Cada credor apresentará as condições de pagamento e de atendimento.
No Recife, será possível tirar dúvidas ou consultar o CPF na agência da Serasa localizada na Avenida Fernando Simões Barbosa, 266, em Boa Viagem, na Zona Sul. O atendimento é feito de segunda a sábado, das 8h às 20h.


Para fazer a consulta de CPF, é preciso levar o CPF e um documento de identidade com foto (RG ou Carteira de Trabalho). Em São Paulo, será montado um posto avançado da Serasa no Vale do Anhangabaú.

A Serasa pega carona na liberação do dinheiro das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviços (FGTS) para incentivar os consumidores a pagar as dívidas. Só no primeiro dia de saque, no último dia 10, mais de R$ 300 milhões foram retirados.


É possível solicitar uma negociação durante o Liquida Dívidas, e abrir um acordo para quitar o pagamento quando receber o FGTS. Segundo os especialistas da Serasa, é importante destinar ao menos parte do valor recebido para quitar dívidas pendentes.
“Reabilitar o crédito é uma forma de resgatar a dignidade financeira do consumidor. O trabalhador inadimplente, que já teve acesso ao FGTS, pode utilizar o recurso para limpar o nome. Já para os credores, dar a chance de os clientes voltarem a ter o nome limpo, contribui para a retomada da economia”, diz Frison. Mesmo quem não tem direito a receber dinheiro de contas inativas do fundo pode participar do Liquida Dívidas.

ORIENTAÇÕES

O consumidor precisa fazer um bom planejamento antes de renegociar uma dívida, colocando na ponta do lápis todas as despesas fixas e as contas já assumidas ou previstas. Assim, é possível saber o quanto está disponível para pagar a nova dívida que será renegociada, escolhendo quais as condições e formas de pagamento que melhor se encaixam no orçamento. O endividado não deve contar com rendimentos incertos, tais como: empréstimos, venda de bens ou herança.
Para ajudar a população, o SerasaConsumidor disponibiliza gratuitamente no site www.serasaconsumidor.com.br o e-book “Como se preparar para a negociação de dívidas”, com uma série de dicas para fazer uma boa negociação e limpar o nome.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias