SERVIÇO

Aplicativo que informa ao cliente onde comprar o remédio mais barato chega ao Recife

Variação de preço dos remédios pode ser de até 1.500% no Recife; aplicativo MyPharma realiza cotações entre as farmácias mais próximas e permite também upload de imagens, como a receita dos medicamentos

Editoria de Economia
Editoria de Economia
Publicado em 30/05/2017 às 15:19
Foto: Divulgação
Variação de preço dos remédios pode ser de até 1.500% no Recife; aplicativo MyPharma realiza cotações entre as farmácias mais próximas e permite também upload de imagens, como a receita dos medicamentos - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Recife é a cidade com o maior número de farmácias em linha reta do mundo e disso todo mundo sabe. São quase mil dessas lojas, de acordo com a MTDR, ferramenta medidora de venda desses estabelecimentos. Entre elas, a diferença de preço dos medicamentos pode ser de até 1.500%, segundo dados do Instituto de Ciência, Tecnologia e Qualidade (ICTQ). De olho nesse mercado, a startup MyPharma chega a capital pernambucana com a proposta de ser uma espécie de 'Ifood' dos medicamentos. 

A proposta é simples: o consumidor faz o download do aplicativo ou acessa o site da plataforma, informa o medicamento que está buscando, e o serviço, a partir da localização do usuário, faz várias cotações de preços e informa ao cliente qual o estabelecimento que oferece o medicamento mais barato. Após a escolha e confirmação do pagamento, que pode ser feito direto com o entregador ou no cartão de crédito, pelo aplicativo, o produto é entregue na casa do comprador. De acordo com a empresa, o prazo máximo para a pesquisa de preço é de cinco minutos. Além de remédios, a busca também pode incluir genéricos, itens de perfumaria, cosméticos e produtos de higiene pessoal.

Além do Recife, a plataforma também atua nas cidades de Olinda e Jaboatão. O negócio trabalha apenas com redes de farmácias locais e já conta com 37 pontos de atendimento cadastrados. 

A expectativa é que o app aumente o faturamento das lojas parceiras em até 30% e promova cerca de 20 mil transações por mês. Até o final deste ano, a meta é que o serviço esteja presente em onze cidades brasileiras. 

"Escolhemos Recife por ser uma cidade com grande potencial tecnológico e de mercado. Todos os investimentos do negócio serão feitos aqui. É um serviço que chega para facilitar, já que com poucos clique o cliente pode escolher seu medicamento, de forma intuitiva pelo aplicativo e sem sair de casa. Idealizamos uma plataforma que todos pudessem usar e que valoriza o dono de farmácia da região, fortalecendo ainda mais esse negócio", afirma o diretor de marketing da MyPharma, Alfredo Bittar.

Um hábito comum entre quem compra medicamentos é mostrar a receita ao farmacêutico para que ele a 'decifre'. Segundo o MyPharma, esse ponto também não foi esquecido pela plataforma: o consumidor pode realizar o upload de alguma imagem, que será enviada, pelo próprio aplicativo, para as redes de farmácia. 

Download

O aplicativo da MyPharma já está disponível na plataforma Android. Quem utiliza iOs poderá efetuar o download a partir da próxima sexta (2).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias