Setor elétrico

Aneel abre audiência para leilão de 4.919 km de linhas de transmissão

Os investimentos estimados para as obras são de R$ 8,8 bilhões

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 29/08/2017 às 12:35
Foto: JC Imagem
Os investimentos estimados para as obras são de R$ 8,8 bilhões - FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (29), a realização de audiência pública para colher sugestões para o edital do leilão de 4.919 km de linhas de transmissão, obras que deverão ser construídas em diversos Estados do País a partir de 2018. Os investimentos previstos nessas obras chegam a R$ 8,8 bilhões, com geração de 17.980 empregos diretos.

A audiência vai ocorrer entre 31 de agosto e 29 de setembro. O edital deverá ser publicado no dia 26 de outubro. O leilão está previsto para o dia 15 de dezembro. Já a assinatura dos contratos de concessão ocorrerá em 9 de março de 2018.

Os projetos foram divididos em 11 lotes de linhas. Os prazos de conclusão das obras variam de 36 a 60 meses, dependendo de cada lote. O maior número de linhas está previsto para o Pará e Tocantins, com investimentos de R$ 2,773 bilhões e criação de 5 547 empregos. O segundo maior pacote de redes será erguido no Paraná, com investimentos da ordem de R$ 2,017 bilhões e geração de 4 mil empregos diretos.

O terceiro lote de maior porte prevê ligações entre Tocantins e Bahia, com R$ 1,396 bilhões de investimentos e 2.792 empregos. Em seguida está o bloco de linhas do Piauí e Ceará, com R$ 1,061 bilhão em obras e 2.123 postos de trabalho.

Instalação de novas redes

Estão previstas ainda instalações de novas redes de transmissão na Paraíba e Ceará (R$ 584 milhões e 1.168 empregos); Minas Gerais 1 (R$ 283 milhões e 567 empregos); Minas Gerais 2 (R$ 276 milhões e 553 empregos); Rio Grande do Norte (R$ 194 milhões e 555 empregos); Bahia (R$ 100 milhões e 287 empregos); Pernambuco 1 (R$ 71,7 milhões e 205 empregos) e Pernambuco 2 (R$ 44,9 milhões e 149 empregos).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias