Petrobras

Petrobras sobe preço do gás de cozinha em 4,5%, a partir deste domingo

O reajuste do gás veio em consequência da alta das cotações do produto nos mercados internacionais, a variação do câmbio, entre outros fatores

Editoria de Economia
Editoria de Economia
Publicado em 03/11/2017 às 15:36
Foto: Heudes Regis/ JC Imagem
O reajuste do gás veio em consequência da alta das cotações do produto nos mercados internacionais, a variação do câmbio, entre outros fatores - FOTO: Foto: Heudes Regis/ JC Imagem
Leitura:

A Petrobras informa reajuste dos preços do gás liquefeito de petróleo para uso residencial, envasado pelas distribuidoras em botijões de até 13 kg (GLP P-13), o gás de cozinha, em 4,5%. O reajuste começa a vigorar neste domingo (5).

O reajuste veio em decorrência principalmente pelo aumento das cotações do produto nos mercados internacionais, influenciado pela conjuntura externa e pela proximidade do inverno no Hemisfério Norte, além da contribuição da variação do câmbio.

As revisões realizadas nas refinarias podem ou não se refletir no preço final cobrado ao consumidor. Isso vai depender de repasses feitos por distribuidoras e revendedores.

Ajuste

O ajuste anunciado foi aplicado sobre os valores praticados sem incidência tributária. Se for integralmente repassado aos preços ao consumidor, a empresa tem expectativa de mudança do preço do botijão de GLP P-13 para em média, 2% ou cerca de R$ 1,21, se continuarem as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos. A alteração atual não se aplica ao GLP destinado a uso industrial/comercial.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias