Taxas de juros

Taxas futuras de juros rondam estabilidade, após abrirem com alta

Declarações do presidente da Câmara Rodrigo Maia sobre a Reforma da Previdência e o feriado americano de Ação de Graças tem contribuído para os juros estáveis

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 22/11/2017 às 9:15
Foto: Agência Brasil
Declarações do presidente da Câmara Rodrigo Maia sobre a Reforma da Previdência e o feriado americano de Ação de Graças tem contribuído para os juros estáveis - FOTO: Foto: Agência Brasil
Leitura:

Os juros futuros rondavam a estabilidade por volta das 9h50 desta quarta-feira (22), após mostrarem viés de alta mais cedo. Segundo um operador de renda fixa, chamam atenção as declarações recorrentes do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de que o governo "está longe" de conseguir os 308 votos necessários para aprovar a reforma da Previdência. Também o feriado desta quinta-feira (23), nos Estados Unidos (Dia de Ação de Graças) já estaria limitando a liquidez nos negócios.

DI

Às 9h53, O DI para janeiro de 2019 estava em 7,19%, mínima e mesma taxa do ajuste anterior (a máxima ficou em 7,20%). O DI para janeiro de 2020 marcava 8,43%, de 8,42% (máxima na abertura em 8,46%), enquanto o vencimento para janeiro de 2021 estava em 9,25%, igual ao ajuste desta terça-feira (21) (máxima mais cedo em 9,28%).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias