consumidor

Inflação medida pelo IGP-DI diminui para 0,50% em abril

O IGP-DI de abril foi calculado com base nos preços coletados entre os dias 1º e 30 do mês de referência

Isabela Lemos
Isabela Lemos
Publicado em 09/05/2011 às 10:45
Foto: Divulgação
FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Rio de Janeiro - A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), da Fundação Getulio Vargas (FGV), diminuiu em abril deste ano ao variar 0,50%, abaixo da taxa de 0,61% do mês anterior. No ano, o índice acumula alta de 3,07% e, nos últimos doze meses, de 10,84%.

De acordo com dados divulgados hoje (9), a redução observada em abril foi puxada pelos preços no atacado. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) foi o único subíndice do IGP-DI que diminuiu no período, tendo passado de 0,60% para 0,24%.

O resultado do IPA foi influenciado pela queda nos preços dos combustíveis, cuja taxa passou de 2,43% para -0,06%; além de matérias-primas brutas, como algodão (de 3,82% para -10,35%), laranja (de 2,12% para -23,57%) e aves (de 1,20% para -4,74%).

Por outro lado, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) e de Custo da Construção (INCC) aumentaram entre os dois meses. No caso do IPC, a taxa subiu de 0,71% para 0,95%, com acelerações em todas as sete classes de despesa componentes do índice. As principais pressões foram exercidas por gasolina (de 1,58% para 5,98%), álcool combustível (de 9,32% para 10,47%) e seguro facultativo para veículo (de 0,33% para 1,42%).

Também pesaram mais no bolso do consumidor em abril as despesas diversas (de 0,07% para 0,81%), saúde e cuidados pessoais (de 0,68% para 1,10%), vestuário (de 1,01% para 1,34%), alimentação (de 0,98% para 1,04%), habitação (de 0,41% para 0,47%) e educação, leitura e recreação (de 0,29% para 0,32%).

Já no caso do Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), a taxa passou de 0,43% em março para 1,06% em abril, puxada pelo custo da mão de obra (de 0,37% para 1,74%). Subiram com menos intensidade os preços de materiais e equipamentos (de 0,52% para 0,46%) e dos serviços (de 0,34% para 0,29%).

O IGP-DI de abril foi calculado com base nos preços coletados entre os dias 1º e 30 do mês de referência.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias