CERVEJA ARTESANAL

Haus Bier vai produzir em Petrolina

Unidade começou a ser construída e terá capacidade para colocar no mercado 6.000 litros da bebida por mês

Diogo Menezes
Diogo Menezes
Publicado em 12/04/2012 às 11:35
Leitura:

Quem visitar Petrolina, no Sertão do São Francisco, entre o fim deste ano e o início do ano que vem vai poder curtir, além do vinho local, uma cerveja 100% artesanal em plena orla da cidade. A microcervejaria Haus Bier, um espaço bem ao moldes alemães, começou esta semana as obras da sua nova franquia, numa área de mil m², com produção mensal de 6 mil litros de cerveja para comercialização interna.

O investimento total do empresário Emerson Castro foi de R$ 5 milhões, divididos em três etapas. A primeira diz respeito à construção, montagem e fabricação da bebida, num total de R$ 2,3 milhões. As outras duas (R$ 2,7 milhões) são destinadas ao envase e à comercialização online do produto.

O diferencial do negócio está na possibilidade de o cliente, enquanto consome a cerveja, ver como ela é produzida. É que, nesse tipo de empreendimento, os equipamentos da sala de brassagem - quando malte e água viram mosto (um líquido turvo, grosso e adocicado)  podem ser vistos através de uma vitrine ou em locais bem próximos ao consumidor.

Castro garante que a bebida produzida em Petrolina não terá nenhum aditivo químico e todo o resíduo da produção será utilizado na agricultura familiar da região. A cerveja produzida pela Haus Bier é do tipo pilsen, ligeiramente leve, com amargor médio e com uma porcentagem de álcool de 4,5%.

De acordo com um dos proprietários da marca Hermes Balcon a intenção inicial da parceria com Pernambuco não é trabalhar com revendas para bares e restaurantes. Não por enquanto. O objetivo inicial é levar aos consumidores a experiência de beber cerveja no mesmo lugar em que ela é produzida.

Os equipamentos, parceiros e franqueados da cerveja são originários de Rondônia, do Acre, Mato Grosso, Amazonas e Pará.

A primeira fábrica da marca foi inaugurada em 1998 na cidade de Vilhena, no Estado de Rondônia, um lugar com pouco mais de 70 mil habitantes, pelos primos Orlando e Hermes Balcon, brasileiros de ascendência alemã. Logo nos primeiros meses, a microcervejaria precisou dobrar a produção para atender à demanda. Hoje o local já trabalha com uma capacidade instalada de 80 mil litros mensais.

O lugar é considerado atualmente um ponto turístico, o que pode, segundo expectativas do fraqueado Castro, vir a agregar valor também ao potencial turístico do Vale do São Francisco após a implantação da cervejaria.

Hoje, existem 14 franquias da Haus Bier no Brasil, em cidades como Cuiabá, Porto Velho, Manaus e São Paulo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias