Indústria

Pernambuco vira plataforma da espanhola Roca na América Latina

Companhia investiu R$ 44 milhões numa fábrica de metais sanitários em Vitória de Santo Antão

Adriana Guarda
Adriana Guarda
Publicado em 03/04/2014 às 8:00
Divulgação
Companhia investiu R$ 44 milhões numa fábrica de metais sanitários em Vitória de Santo Antão - FOTO: Divulgação
Leitura:

O Grupo espanhol Roca - líder mundial na fabricação de produtos para banheiros - deu início à produção de metais sanitários no Brasil, com a inauguração da fábrica de Vitória de Santo Antão (Zona da Mata de Pernambuco). A companhia investiu R$ 44 milhões para erguer sua primeira unidade de metais na América Latina, que vai se juntar a outras oito espalhadas pelo mundo. Ontem, o staff da empresa e o governador Eduardo Campos participaram da inauguração da unidade.

O diretor-presidente da Roca Sanitários Brasil, Joan Jordà, conta que o grupo chegou a prospectar os estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, São Paulo e Ceará para implantar a fábrica, mas acabou se decidindo por Pernambuco. “Procuramos estados onde já dispúnhamos de fábricas para garantir uma sinergia logística. No caso de Pernambuco, a distância de Vitória de Santo Antão para nossa unidade de louças sanitárias (no Curado) é de apenas 40 quilômetros e a malha rodoviária é boa”, justifica.

A planta de Vitória começa a operar com oito linhas de produção, que vão fabricar torneiras, misturadores (que controlam água quente e fria) e acessórios para banheiros das marcas Celite e Roca. “Em 2015 vão serão incluídas mais seis linhas, mas ainda estamos definindo quais serão”, adianta Jordà. A expectativa do executivo espanhol, que está há 5 anos na presidência da operação brasileira, é que a fábrica pernambucana represente de 15% a 20% no faturamento nacional do grupo, que fechou em R$ 944,2 milhões no ano passado. O Brasil é o principal mercado para a Roca, que tem presença em 18 países.

O interesse pelo Nordeste também é em função do crescimento do consumo de produtos para salas de banho (novo conceito do setor para banheiros) acima da média nacional. Depois do Sudeste, a região é a segunda maior em vendas para a empresa. Apesar da perda de dinamismo da economia brasileira, a Roca vai acompanhar o comportamento do mercado para continuar investindo no País. “Recentemente inauguramos uma fábrica em Minas Gerais (R$ 93 milhões) e agora essa em Pernambuco. Além disso estamos testando um novo segmento de produtos, que são s móveis para salas de banho. Essas são nossas apostas para 2014”, observa.

Antes da inauguração da fábrica de Vitória, o mercado brasileiro era abastecido por metais sanitários importados das indústrias da Roca na Europa e na China. Em 2011, o grupo montou uma linha de montagem de metais em Jundiaí, com capacidade para 50 mil peças por mês. Com a produção em Vitória, a linha de Jundiaí será desativada gradativamente até o final do ano.

Jordà diz que a prioridade da Roca foi contratar funcionários de Vitória e dos municípios vizinhos. Os profissionais foram treinados na própria fábrica.

Últimas notícias