Conjuntura

Recife gerou 20 mil novos empregos em abril

Resultado representou uma melhora de 1,3% no nível de emprego em relação a março, informa Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED)

Leonardo Spinelli
Leonardo Spinelli
Publicado em 25/05/2011 às 17:08
Foto: Edmar Melo/JC Imagem
FOTO: Foto: Edmar Melo/JC Imagem
Leitura:

 

O nível de ocupação na Região Metropolitana do Recife (RMR) aumentou em 20 mil postos durante o mês de abril em relação a março, de acordo com os dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), trabalho realizado pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese) e a Agência Condepe/Fidem. O resultado representou uma melhora de 1,3% no nível de emprego. "Trata-se de uma recuperação boa na conjuntura de curto prazo. Significa mais gente entrando na População Economicamente Ativa (PEA). As empresas estão procurando mais trabalhadores e a tendência é de aumento, já que historicamente o segundo semestre é melhor em relação ao primeiro", comentou o economista da Condepe/Fidem, Rodolfo Guimarães.

Em relação a abril do ano passado o mercado de trabalho recifense criou 133 mil novos postos de trabalho, equivalendo a uma variação positiva de 9,2%. Os setores que mais contrataram foram o da construção civil, com crescimento de 27,7%, seguido de serviços (9,7%) , comércio (9,5%) e indústria da transformação (5%).  

Além da maior média de empregos outro dado positivo em relação ao mercado de trabalho local é a renda das pessoas economicamente ativas.  "Em relação a outras capitais, não fomos a que mais aumentou os rendimentos. São Paulo aumentou 8,7%, na comparação anual e, Recife, 7,8%. O que é interessante é que nós estamos observando, principalmente a partir de 2010, uma expansão do emprego e rendimetno moderado. Isso levou um aumento da massa de rendimento, mas em 2010 houve expansão no rendimento. Temos uma média anual de 20% de melhoria de renda, na comparaççao de abril 2011 com abril 2010. Ou seja, essa massa salarial representa 15,1% de poder de compra a mais em um ano na  RMR, descontando a aceleração inflacionária", comentou o economista. 

Com relação ao nível de desemprego, a média local vem se mantendo estável desde o final do ano passado em 13%, aproximando o Recife da média nacional de 11%. Historicamente este indicador sempre foi bem mais alto em relação à média nacional.


 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias