RECICLAGEM

Compesa e Celpe fazem projetos que beneficiam o meio ambiente

As distribuidoras recolhem, respectivamente, óleo de cozinha e material reciclável

Angela Belfort
Angela Belfort
Publicado em 27/07/2012 às 16:23
Leitura:

As distribuidoras de água e luz continuam com seus projetos que beneficiam o meio ambiente. A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) ampliou para 20 o número de comunidades que fazem  parte do Projeto Vale Luz, o qual dá desconto na conta de luz para os clientes que entregam materiais recicláveis no caminhão do projeto. Já  a Compesa está recolhendo o óleo usado em frituras para reciclá-lo em mais de 270 pontos em todo o Estado.


O Vale Luz fez um ano esta semana e coletou 30 toneladas de material reciclável nos últimos 12 meses em comunidades do Recife e Olinda.  Até esta sexta-feira (dia 27 de julho), eram atendidas 12 comunidades. A partir de agora, são 20. O caminhão do Vale Luz visita as comunidades quinzenalmente para pesar e recolher o material. Entre os novos locais a serem atendidos estão Brasília Teimosa, Jardim Primavera, Jordão Baixo, Ibura de Baixo, Bomba do Hemetério e as comunidades dos Caranguejo e do Bode, no Recife, e Cidade Tabajara, em Olinda.


Ao chegar às comunidades, a equipe do Vale Luz Celpe faz o cadastro dos moradores no local. Para isso, é necessário apresentar um documento com foto e a última fatura de energia em dia. Os clientes recebem um cartão de identificação do projeto, onde são acumulados os pontos ganhos pela troca do material reciclável que são convertidos em descontos na conta no final do mês. Os materiais coletados são: plásticos (em forma de filme, PET ou PVC); metal, como sucata ferrosa, aço ou alumínio e papel de jornal, revista, papelão e embalagem TetraPak. O cliente precisa prestar atenção porque todo o material precisa estar limpo e seco.

Já a Companhia de Saneamento de Pernambuco está recolhendo óleo usado em parceria com as Indústrias Asa, servindo de matéria-prima para a produção de sabão. Nos quatro anos da campanha, foram coletadas mais de mil toneladas de óleo de cozinha. Iniciada em 2008, a campanha tem ajudado a Compesa a reduzir os problemas nas redes coletoras de esgoto.

A Compesa e a ASA expandiram os pontos de coleta e hoje atendem 276 prédios e condomínios da Região Metropolitana do Recife (RMR). Os interessados em contribuir com a campanha devem guardar em vasilhames o óleo utilizado em frituras. O despejo de óleo nas pias é responsável por 70% das solicitações de serviços de manutenção na rede coletora de esgoto da Compesa.Jogada nas tubulações, a gordura endurece, causa obstrução nas redes coletoras e problemas, como os esgotos estourados nas vias públicas e a degradação do meio ambiente. A estimativa é que cada litro de óleo despejado em rios ou lagos polui mais de 25 mil litros de água.


Os síndicos de prédios com mais de 20 apartamentos interessados em participar da campanha, devem procurar uma das lojas do cliente da Compesa que oferece o serviço, para fazer o cadastramento e firmar compromisso com a ASA. Depois disso, a empresa irá instalar gratuitamente os coletores, que serão recolhidos periodicamente. Mais informações sobre o descarte do óleo podem ser obtidas através do teleatendimento da Compesa: 0800 081 0195.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias