Imposto de Renda

Depois da folia, hora de acertar as contas com o leão

Começa no dia 1º de março declaração do IR. O momento é de juntar documentos

Leonardo Spinelli
Leonardo Spinelli
Publicado em 17/02/2013 às 0:12
Leitura:

O calendário é cruel. Nem deu tempo de tirar o resto de confete do ombro e já faltam 12 dias para encarar a maratona ingrata de prestação de contas com o leão do Fisco. Mais dolorosa que ressaca moral em quarta-feira de cinzas é a urgência em organizar os documentos. Tudo para, entre os dias 1º de março e 30 de abril, declarar o Imposto de Renda (IR). O ideal seria ter tudo separado. Como brasileiro que se preze deixa as obrigações para última hora, é bom tratar de correr para separar informes e comprovantes de despesas. Aos disciplinados, vem a recompensa: declarando nos primeiros dias, a restituição, se for o caso, é depositada na conta muito provavelmente em junho.

O delegado-adjunto da Receita Federal do Brasil no Recife, Paulo Lira, é direto: “Tudo que for declarado precisa ser comprovado. E a prova é documental. Não basta dizer de boca”. A estimativa é de que em Pernambuco cerca de 700 mil contribuintes sejam obrigado a declararem o IR este ano. Diante de 8,9 milhões de habitantes, são 7,8% de toda a população do Estado. O percentual é pequeno é inversamente proporcional ao grau de aversão ao processo de declaração. “A maioria das pessoas não gosta de pagar tributo. Só que não existe Estado sem tributo”, acrescenta Lira. Veja mais dicas no vídeo abaixo:

 

Dos documentos que precisam ser reunidos merecem atenção especial aqueles referentes às despesas médicas. Se a opção do contribuinte for pela declaração completa, esses gastos são inteiramente deduzidos no cálculo do imposto. Por conta disso, historicamente, eram os que mais apresentavam tentativas de fraudes, como notas frias ou superfaturadas. Desde 2011, a Receita passou a obrigar médicos, hospitais e clínicas a declararem os valores recebidos. E isso apertou o cerco aos contribuinte normais (tecnicamente conhecidos como pessoas físicas).


O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias