Apoio

Pernambuco ganha célula executiva de economia criativa

Objetivo é discutir, modelar e fomentar projetos para os setores considerados pelo governo prioritários na área

Raissa Ebrahim
Raissa Ebrahim
Publicado em 12/04/2013 às 7:26
Leitura:

 

A Secretaria de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco (Sdec) lançou nesta quinta (11) uma célula executiva voltada para a economia criativa com a finalidade de discutir, modelar e fomentar projetos para os setores considerados pelo governo prioritários na área. São eles: design, moda, expressões culturais, games, música, produção cultural, fotografia, gastronomia e audiovisual e novas mídias. O escritório ficará na Torre Malakoff, no Recife Antigo. 

“Pernambuco está hoje entre as sete localidades nacionais de maior potencial para a economia criativa”, citou a gerente geral de economia criativa da Sdec, Veronica Ribeiro, em coletiva de imprensa. Atualmente três secretarias (Desenvolvimento Econômico, Cultura e Ciência e Tecnologia) e três órgãos vinculados (AD Diper, Fundarpe e Porto Digital) trabalham em conjunto para tentar fomentar o setor local. Além disso, os projetos contam com apoio de entidades como Fundação Gilberto Freyre, Hub Criativo e Delta Zero. Ao todo, a Sdec tem R$ 18 milhões para empenhar até 2015 em projetos de economia criativa através do fomento de negócios e projetos estruturadores. 

Neste início, a célula executiva irá atuar em dois grandes equipamentos. Um deles é o Cais do Sertão Luiz Gonzaga, misto de museu, centro cultural e local de incubação e experimentação que está sendo erguido no Recife Antigo, um investimento de R$ 80 milhões. Os atores da célula irão participar da criação dos conceitos e conteúdos do complexo, tido como uma espécie de laboratório. O local será inaugurado em 12 de dezembro. 

O outro grande equipamento é o Marco Pernambucano da Moda, uma incubadora recém-criada, no mesmo bairro, para fomentar a cadeia de confecção e têxtil com foco na criação. Dezesseis projetos em fase de consolidação estão incubados e outros 15 estão prestes a serem semi-incubados, utilizando o espaço mais como apoio. 

No setor de gastronomia, estão sendo desenvolvidas, sempre em conjunto, iniciativas de suporte tecnológico e de negócios em Brasília Teimosa, Santo Amaro e Bomba do Hemetério. Uma linha de crédito especial está sendo desenhada pela Agência de Fomento do Estado (Agefepe) para ajudar os trabalhos a saírem do papel. No segundo semestre, o “Na Estrada” irá levar apoio a estabelecimentos do interior. 

No audiovisual, está sendo fechado um convênio de cooperação com a Associação de Produtores Independentes de TV (Abpitv) para, entre outros resultados, vender as produções locais, inclusive para o mercado internacional, e atrair rodada de negócios.

EVENTOS - Ontem também foram divulgadas as datas de dois importantes eventos de economia criativa no Estado. O Encontro Pernambuco Criativo será entre 25 e 29 de setembro, com viés de negócios. O Expoidea será entre 18 e 23 de outubro, focado no lançamento de trabalhos novos e na mostra de trabalhos que já deram certo. O edital sai em junho. 


 

Últimas notícias