FÁRMACO

Indústria garante planta em Goiana

A indústria de medicamentos Multisaúde confirmou investimento de R$ 5 milhões no Polo Farmacoquímico. Produção só em 2016

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 14/06/2013 às 11:00
Leitura:

Após quase dois anos tendo que lidar com burocracias governamentais, a indústria de medicamentos Multisáude confirmou ontem o investimento de R$ 5 milhões para instalação de uma unidade fabril em Goiana, no Polo Farmacoquímico de Pernambuco. As obras começarão em agosto, mas a planta só vai funcionar em janeiro de 2016. A fábrica produzirá remédios homeopáticos, fitoterápicos e duas linhas de suplementos alimentares. 

A empresa possui apenas uma unidade fabril, no Paraná. As obras em Goiana, que abarcam uma área de 4,2 hectares, gerarão 60 empregos temporários e serão realizadas pela construtora pernambucana Correia & Peixoto. Depois de pronta, a fábrica vai empregar 43 funcionários. 

Segundo o CEO da empresa, Luiz Guilherme Pereira, os remédios homeopáticos e fitoterápicos ainda estão em desenvolvimento, o que impossibilita uma estimativa da produção. Quanto aos dois suplementos, serão 30 mil comprimidos do energético Energiton e 12 mil do Beauty Body Sculpture, que reduz gordura localizada. Toda a produção será pulverizada entre os Estados brasileiros. 

O procurador da Multisaúde, Igor Farias, diz que a demora entre o anúncio do investimento (outubro de 2011) e o início das obras se deve à burocracia estatal. “O Estado é empenhado, mas sofre com a própria burocracia. Demorou para liberar o licenciamento, para se certificar do fornecimento de água e energia”, exemplifica. 

Farias pontua que a Multisaúde deve firmar parcerias com a prefeitura de Goiana e a Secretaria Estadual do Trabalho para capacitar os moradores locais a trabalharem na fábrica.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias