AVIAÇÃO

RMR ganha novo aeródromo

Gran Marco inaugura pista de 1.255 metros na Coroa do Avião, em Igarassu. Investimento na primeira etapa é de R$ 50 mi

Rosália Vasconcelos
Rosália Vasconcelos
Publicado em 14/06/2013 às 10:05
Leitura:

“Onde a aviação pousa, a economia decola”. Foi com essa frase que um dos sócios da Gran Marco Construtora, Francisco Oliveira, anunciou, ontem, a inauguração oficial da primeira etapa do Aeródromo Coroa do Avião, instalado no município de Igarassu, Região Metropolitana do Recife. Com uma pista de 1.255 metros de extensão por 30 metros de largura no nível do mar, o equipamento é direcionado à aviação executiva e comporta todos os tipos de helicópteros, aviões e jatos executivos, inclusive os do modelo ATR 42, com capacidade para transportar até 46 passageiros. A primeira fase do aeródromo custou R$ 50 milhões, investidos com recursos da própria Gran Marco, empresa resultante da parceria entre as construtoras Casa Grande e Romarco.

Oliveira disse que a segunda etapa ainda não tem previsão de ser concluída, pois o projeto tem alcançado planos maiores do que os previstos inicialmente. “Para comparar, o Aeroporto Santos Dumont, no Rio, tem uma pista de 1.323 metros de extensão. É apenas 68 metros maior que a nossa. Em um segundo momento, pretendemos investir em aviação de carga”, disse. O próximo passo da Gran Marco é iniciar tratativas com o governo do Estado para tentar acelerar o projeto.

O aeródromo possui, hoje, cinco hangares, sendo três com mil metros cada um e capacidade para comportar três King Air e três jatos. Há outros dois de 540 m² que já podem receber até oito helicópteros pequenos ou ainda quatro aeronaves. De acordo com os sócios da Gran Marco, já existem 15 contratos fechados de aluguel de garagem para aeronaves de pessoas físicas. A empresa de abastecimento contratada é a Recife Jet. No momento, está em processo de implantação o balizamento para as operações noturnas. Quando estiver concluído, o projeto prevê toda a ocupação da área de 90 hectares, com a instalação de dez hangares de 3 mil m² cada um, mais outros 22 de mil m² cada, além de oito de 540 m², além de um terminal de passageiros, um centro de manutenção e um centro de treinamento. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias