EDUCAÇÃO

Projeto piloto transforma conhecimento em produtos

Experiência foi desenvolvida pelo jornalista Caio Dib num colégio da capital paulista

Angela Fernanda Belfort
Angela Fernanda Belfort
Publicado em 14/09/2014 às 9:30
Leitura:

Juntar o conhecimento e a partir daí começar a construção de produtos que resultem em intervenções positivas. Esse virou o mote de um projeto piloto desenvolvido pelo jornalista paulista Caio Dib na Escola Santi, no Bairro de Paraíso, na cidade de São Paulo. “Os professores das disciplinas estão muito preocupados em dar todo o assunto da grade curricular. No entanto, percebi que a escola tem dificuldade de desenvolver a habilidade de trabalhar em grupo, ser autônomo, responsável e ter o olhar crítico”, conta Caio.

A experiência piloto começou com uma aula extra por semana, quando foi iniciado o ano letivo no final de fevereiro último. O grupo tem crianças entre 11 e 14 anos. A primeira missão consistiu nos estudantes usarem o conhecimento das aulas de geografia, português e inglês para fazerem um mapa do bairro. Atualmente, eles desenvolvem um aplicativo para mostrar esse mapa.

Outros produtos em que ele estão aplicando os seus conhecimentos são um vídeo (já realizado) e outro futuro aplicativo. Para concretizar os produtos, os alunos colocaram no site valores que podem ser doados à iniciativa e o que o doador ganha em troca da colaboração. “Eles levantaram R$ 4 mil em 20 dias para bancar as despesas”, explica Caio.

“A maior riqueza é ver os garotos fazerem as coisas por si só. O garoto mais tímido do grupo fez um discurso para outros 70 alunos de como está o projeto. Tentamos trabalhar os talentos e dificuldades de cada um”, acrescenta.
Agora, os alunos vão desenvolver um aplicativo que avise (pelo celular) quando está chegando a pessoa que vai buscar os estudantes na escola. Isso evitaria a pessoa ter que estacionar o carro ou ficar esperando na rua, o que provoca congestionamento.

“O mundo digital ingressa cada vez mais na educação. As pessoas do futuro vão usar mais as tecnologias e os meios de comunicação para o seu bem e o da comunidade”, resume Caio.
Autor do projeto Caindo no Brasil, ele catalogou 13 iniciativas inovadoras e inspiradoras na área de educação depois de realizar seis viagens pelo País. Caio será um dos palestrantes do XII Congresso Internacional de Tecnologia na Educação, promovido pelo Sistema Fecomércio/Sesc/ Senac, que começa na próxima quarta-feira, dia 17 de setembro, e vai até a sexta-feira, dia 19 de setembro no Centro de Convenções, em Olinda.

Últimas notícias