Veículos

Concessionárias ainda dispõem de carros com IPI reduzido

Difícil será encontrar os modelos mais procurados, em muitas já esgotados, ou as cores da moda, como o branco

Da editoria de Economia
Da editoria de Economia
Publicado em 06/01/2015 às 7:49
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Difícil será encontrar os modelos mais procurados, em muitas já esgotados, ou as cores da moda, como o branco - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Leitura:

Na primeira segunda-feira do ano, ontem, as concessionárias de automóveis do Recife acordaram de ressaca. A pouca movimentação na parte da tarde não refletia, no entanto, as vendas de dezembro, turbinadas pelo fim iminente da redução do IPI na virada do ano. Apesar do apelo, as lojas ainda têm em estoque modelos com o imposto reduzido e valores do ano passado. O difícil será encontrar os modelos mais procurados, em muitas já esgotados, ou as cores da moda, como o branco. Para esses, o jeito será esperar a nova remessa, que deve chegar a partir do dia 19 já com o preço mais alto, tanto pela nova tabela reajustada quanto pelo IPI, que voltou a 100%.

Revendedoras como a Chevrolet dizem que a montadora vai aumentar os valores dos veículos vendidos a partir do dia 19. Outras, como a Renault, dizem que isso não está definido e que os valores só serão acrescidos do IPI, ou seja, algo em torno de R$ 1.500 dependendo do modelo. 

Para carros com motorização 1.0, a alíquota do imposto passou de 3% para 7%. Até 2%, passou de 9% para 11%, por exemplo. Isso quer dizer que um carro popular com valor de R$ 35 mil passará a ter um novo preço, no mínimo, R$ 1.400 a mais.

“Batemos recorde de vendas em dezembro, conseguimos uma movimentação 30% melhor do que a do mesmo período de 2013”, avaliou o diretor da revendedora Chevrolet, Autonunes, Beto Nunes. Ele diz que ainda dispõe dos carros com desconto em seu estoque, inclusive o mais vendido deles, o Onix, veículo com preço de R$ 35.900. “Só não tem muita disponibilidade de cor”, disse. 

A Eurovia Renault tem um estoque de 210 carros para vender durante janeiro. Todos esses com o desconto do IPI ainda valendo. “Nos preparamos para o mês, por isso tínhamos mais carros, pois a fábrica só volta à produção a partir do dia 19”, salientou a gerente comercial da loja, Alesandra Cartaxo. Além de praticar os mesmo preços, a Eurovia ainda melhorou as condições de pagamento, afirma a vendedora. “Temos taxa zero promocional para o Duster e o Logan.” 

Foi justamente a dobradinha IPI reduzido e taxa zero que fez o funcionário público Marcos Ribeiro tomar a decisão de trocar de carro. “Consegui uma economia de R$ 1 mil. Comecei a negociar em dezembro e fechei negócio hoje (ontem)”, disse. Ele comprou um Sandero de R$ 35 mil, com entrada de R$ 23 mil e 12 mensalidades com taxa zero. Esse modelo, aliás, já não está mais diponível. 

Há consumidores que não levaram em conta o IPI reduzido para trocar de carro. É o caso do aposentado Boris Sá Barrreto. “Passei cinco anos com meu carro anterior. Vendi e comprei o mesmo modelo à vista, consegui desconto de 4%.” 

Uma concessionária que conseguiu vender bastante foi a AutoLine Honda, que esgotou os modelos Honda City. Eles voltarão aos estoques no final do mês, mas com IPI maior e preço majorado.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias