INFRAESTRUTURA

Quatro empresas fazem estudos sobre o miniarco

É o primeiro passo para a concessão do empreendimento que vai permitir ao motorista ir de Paulista a Igarassu sem passar pelos congestionamentos da BR-101

Da editoria de Economia
Da editoria de Economia
Publicado em 09/02/2017 às 8:01
Diego Nigro/JC Imagem
É o primeiro passo para a concessão do empreendimento que vai permitir ao motorista ir de Paulista a Igarassu sem passar pelos congestionamentos da BR-101 - FOTO: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

O governo do Estado autorizou duas empresas e dois consórcios a realizarem os estudos que resultarão na concessão do miniarco, uma alça viária pedagiada de 14,4 km que vai permitir ao motorista ir de Paulista a Igarassu, na entrada de Itamaracá, sem passar pelos congestionamentos constantes da BR-101 Norte. A autorização é o primeiro passo para a concessão sair do papel. A construção do miniarco deve demandar um investimento de R$ 170 milhões bancados pela empresa que vai explorar a concessão.

Os consórcios autorizados são: o Assist/Comol liderado pela firma cearense Assist e o Norconsult/PDCA, que tem como companhia líder a empresa pernambucana Norconsult. Também estão fazendo estudos as empresas: Astep Engenharia e a JBR Engenharia. 

PRAZO

“Os estudos deverão ser entregues até o dia 21 de julho”, conta o gerente-geral de Projetos da Secretaria estadual de Transportes, Luiz Alberto de Araújo. Os estudos deverão conter: o projeto básico da rodovia, o Estudo de Impacto Ambiental (EIA/Rima), definir um modelo de concessão, apresentar uma minuta do edital de concessão do empreendimento, além do valor a ser cobrado pelo pedágio. 

O Estado vai escolher o melhor estudo que será pago pela empresa vencedora da concessão. Segundo Luiz Alberto, a expectativa é de que o edital de concessão seja publicado entre setembro e outubro e as obras comecem no final de 2017. O empreendimento é muito importante para o polo cervejeiro e a fábrica de automóveis da Jeep, em Goiana, que se instalaram na Mata Norte.

Últimas notícias