NEGÓCIOS

O grupo Kraft Heinz propõe fusão à multinacional Unilever

A proposta foi rejeitada, de acordo com informações da Unilever

Da Editoria de Economia
Da Editoria de Economia
Publicado em 17/02/2017 às 15:55
Foto: Divulgação da Unilever
Unilever está doando R$ 1 milhão a Pernambuco em produtos de higiene e limpeza - FOTO: Foto: Divulgação da Unilever
Leitura:

O grupo agro-alimentício americano Kraft Heinz propôs à Unilever uma fusão, rejeitada pela gigante holandesa de produtos agro-alimentícios e cosméticos."Apesar de a Unilever rejeitar a oferta, esperamos poder concluir um acordo sobre as condições de uma transação", indicou a Kraft em um comunicado difundido na Bolsa de Londres, onde a Unilever tem as suas ações inscritas. As três empresas são gigantes na sua área de atuação.

De acordo com informações da Unilever, foram ofertados US$ 50 dólares (cerca de R$ 154 com o dolar a R$ 3,08) por ação. A Kraft Heinz surgiu a partir da fusão, em 2015, do grupo Heinz, famoso por seu ketchup, com a Kraft Foods (salsichas, queijos, cafés...), com a bênção do principal acionista, o bilionário americano Warren Buffett e do suíço-brasileiro Jorge Paulo Lemann, diretor dos fundos de investimento 3G.

GIGANTES

A Kraft Heinz é dona dos queijos da marca Philadelphia. Já a Unilever é dona das marcas Becel, OMO, Close up, Arisco, Ades, entre outras. Tanto a Unilever como a Kraft Foods tem fábricas em Pernambuco. A Kraft Foods é uma parte da Kraft que não se fundiu com a Heinz.  

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias