PECUÁRIA

A vacinação de febre aftosa começa na segunda-feira (01/05)

Todo o rebanho bovino e bubalino deve receber a vacinação até 31 de maio

Da Editoria de Economia
Da Editoria de Economia
Publicado em 28/04/2017 às 14:32
Foto: Emater, de Minas Gerais
Todo o rebanho bovino e bubalino deve receber a vacinação até 31 de maio - FOTO: Foto: Emater, de Minas Gerais
Leitura:

Os produtores pernambucanos devem vacinar todo o rebanho bovino e bubalino contra a febre aftosa a partir desta segunda-feira (1º de maio). A primeira etapa da campanha de vacinação contra a doença segue até o dia 31 de maio. Mesmo com o status de área livre de febre aftosa com vacinação, é preciso continuar protegendo os animais da doença. A Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado (Adagro) deve imunizar mais de 90% do rebanho pernambucano, que hoje é de 1,9 milhão de bovinos.

O produtor deverá adquirir a vacina nas casas agropecuárias e declarar a vacinação nos escritórios da Adagro. O frasco com 10 doses custa, em média, R$ 13,50. A vacina deve ser conservada em gelo e, para evitar o estresse dos animais, ser aplicada nas horas mais frias do dia, pela manhã ou no fim da tarde. Animais recém-nascidos também devem ser imunizados.

O criador que não vacina fica impedido de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA) e não pode se cadastrar em programas do governo, além de pagar multa de, no mínimo, R$ 60,00, segundo a diretora-presidente da Adagro, Erivânia Camelo.

É importante que, na hora da declaração, o produtor faça sua atualização cadastral, inclusive com o detalhamento do seu rebanho por sexo e idade. Este ano, Pernambuco completa 20 anos sem registro da doença.

FEBRE AFTOSA

Essa doença é viral e altamente infecciosa, acometendo os animais que possuem casco fendido. Sua ocorrência representa veto a mercados importantes e, consequentemente, prejuízos econômicos para o setor que é penalizado com restrições de compra do seu produto. Por isso, é importante proteger o rebanho por meio da vacinação.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias