CUSTO DE VIDA

Gasolina é a grande vilã da inflação no Recife, segundo o IPCA

O combustível registrou um aumento de 15,24% na capital pernambucana em agosto

Da Editoria de Economia
Da Editoria de Economia
Publicado em 06/09/2017 às 11:26
Foto:André Nery
O combustível registrou um aumento de 15,24% na capital pernambucana em agosto - FOTO: Foto:André Nery
Leitura:

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 0,18% no Recife em agosto último, enquanto no País essa alta foi de 0,19%. Na capital pernambucana, o que mais contribuiu para a alta foi o setor de transporte com um incremento de 3,69%. Isso ocorreu por causa dos reajustes dos combustíveis, principalmente o da gasolina que chegou a 15,24% (também no mesmo mês), sendo o maior percentual entre as 13 capitais que participam da pesquisa. Em agosto último, a média do reajuste da gasolina foi de 7,19% no País. O etanol também subiu 4,97% no Recife, enquanto a média de incremento de preço na média do Brasil ficou em 5,71%.

Ainda no Recife, as maiores quedas de preço ficaram com comunicação (-2,17%), bebidas e alimentos (-0,95%) e habitação (-0,88%). Setores que apresentaram aumento de preços foram: artigos de residência (0,30%), vestuário (0,73%),saúde e cuidados pessoais (0,21%) e educação (0,10%).

CAMPEÃ

A capital que ficou com o maior custo de vida foi Brasília com 0,45%. A média nacional (de 0,19%)foi a menor registrada em agosto desde 2010. Ainda no mês passado ocorreu uma queda de preços (deflação) nas seguintes capitais: Goiânia (-0,03%), Fortaleza (-0,19%), Belém (-0,22%).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias