TRIBUTOS

Inscrições abertas para seminário sobre eSocial

Evento acontece no dia 2 de outubro deste ano, no auditório do SJCC

Da Editoria de Economia
Da Editoria de Economia
Publicado em 21/09/2017 às 9:33
Foto: Divulgação
Evento acontece no dia 2 de outubro deste ano, no auditório do SJCC - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Orientar os empresários sobre a necessidade de se organizar para o início da utilização obrigatória do eSocial, que vai atingir mais de 8 milhões de empresas e 40 milhões de trabalhadores no próximo ano. Esse é o objetivo do “Seminário eSocial: mudanças e soluções” que ocorre no dia 2 de outubro, das 8h às 17h, no auditório do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), em Santo Amaro, no Centro do Recife.

O eSocial é a nova forma de prestação de informações feita pelo empregador sobre pagamento de Imposto de Renda, INSS e FGTS dos funcionários. A implantação se dará por partes. Em 1º de janeiro do próximo ano, empresas com faturamento superior a R$ 78 milhões terão que implantar o sistema. Em 1º de julho, a obrigatoriedade se estenderá para todos os empregadores.

Para ajudar os empresários a se adaptar à nova realidade, o seminário reunirá representantes de vários órgãos, como Receita Federal, governo do Estado e Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda, com objetivo de discutir o contexto atual, as mudanças e apontar soluções. Consultores da Compliance Contabilidade e a Lumi Consultoria também vão participar do seminário.

“Todo empregado, no Brasil, seja da esfera pública ou privada, vai ter as informações transitando no sistema. Sem mudar uma lei, o eSocial vai ajudar o governo a acompanhar tudo o que acontece e a melhorar o caixa, principalmente nesse momento em que se fala em rombo da previdência”, explica o sócio da Lumi Consultoria e idealizador do evento, Alberto Borges.

Ele ressalta que quem não aderir ao eSocial vai ficar irregular junto ao governo, além de sofrer penalidades previstas nas legislações trabalhistas e previdenciárias. Junto com o eSocial, os empresários também terão que usar os programas DCTF (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) Web e, no caso de encargos previdenciários não relacionados a trabalho, o EFD-Reinf. “Com o eSocial, os empregadores não terão mais, por exemplo, que emitir Caged, Rais ou Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP)”, complementa Alberto.

INSCRIÇÕES

As inscrições para o seminário estão abertas e podem ser realizadas online, gratuitamente, clicando aqui. As vagas são limitadas.

Últimas notícias