Turismo

Empetur vai oferecer desconto em locação de área no Cecon

Nova política vai escolher até oito eventos para receber redução de 60% a 80% no aluguel

Da editoria de Economia
Da editoria de Economia
Publicado em 29/12/2017 às 7:00
Foto: Fernando da Hora/Acervo JC Imagem
Nova política vai escolher até oito eventos para receber redução de 60% a 80% no aluguel - FOTO: Foto: Fernando da Hora/Acervo JC Imagem
Leitura:

Numa estratégia para estimular o turismo de eventos e negócios no Estado, a Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) lançou um chamamento público para selecionar eventos que terão desconto no contrato de locação, no pavilhão de feiras do Centro de Convenções (Cecon). Terão direito à redução de 60% a 80% no valor de cessão das áreas, projetos que atenderem a uma lista de cinco critérios definidos pela nova política. A seleção vale para feiras e congressos que serão realizados em 2018. A abertura dos envelopes com as propostas serão abertos no dia 1º de fevereiro de 2018 e o resultado sairá no dia 22 do mesmo mês.

O Conselho Estadual de Turismo (Contur)- formado por governo, trade e sociedade civil - vai selecionar os oito projetos que receberão o benefício. O diretor comercial da Empetur, Antonio Faria, diz que a expectativa é aumentar em 35% a receita de feiras do Cecon com a nova política. “Só receberá o desconto o projeto que atender a todos os critérios. Um deles é utilizar uma área mínima de 9 mil m² (equivalente a meio pavilhão). Os eventos também precisam ter periodicidade anual ou bienal e caráter regional, com pelo menos 20% de público de outros estados. Outra regra é que a realizadora do evento tenha sede em Pernambuco ou seja representada por uma produtora local. Dessa forma queremos garantir que o ISS seja arrecadado no Estado”, explica.

BENEFÍCIO

Os projetos que atenderem a todos esses critérios terão direito a um desconto de 60% sobre o valor de tabela de locação da Empetur. Hoje o valor médio da diária é de R$ 27 mil para meio pavilhão (9 mil m²). O benefício poderá chegar a 80% para realizadores que propuserem eventos de algum setor produtivo em que metade dos expositores seja de microempresários ou microempreendedores individuais (MEI). “Nossa intenção foi incentivar que empresas menores cresçam a partir da participação em feiras. Vamos testar uma ideia nova, mas acreditamos que o Estado vai se beneficiar com o estímulo ao turismo de eventos e negócios, com o aumento da arrecadação de ISS e com fomento à cadeia produtiva”, defende o presidente da Empetur, Adailton Feitosa.

No setor, a política foi comemorada. “Será uma medida extremamente positiva para o trade e o Estado como um todo. Por sua posição geográfica Pernambuco tem condição de atrair investimentos regionais e a nova política será mais um incentivo. O Estado vem enfrentando forte concorrência de capitais como Fortaleza e João Pessoa, que têm centros de convenções novos, mas aqui temos o diferencial da localização”, observa a diretora da Insight, Tatiana Menezes.

Últimas notícias