INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

Fábrica da Aché em Pernambuco começa a ser construída

Para empreendimento de R$ 500 milhões serão contratados 500 trabalhadores até 2021, além dos 200 admitidos na fase de construção

Luiza Freitas
Luiza Freitas
Publicado em 08/05/2018 às 6:51
Foto: Helia Sheppa/ Divulgação SEI
Para empreendimento de R$ 500 milhões serão contratados 500 trabalhadores até 2021, além dos 200 admitidos na fase de construção - FOTO: Foto: Helia Sheppa/ Divulgação SEI
Leitura:

Com um investimento de R$ 500 milhões, a Aché Laboratórios Farmacêuticos iniciou oficialmente nessa segunda-feira (7) a construção de sua unidade em Pernambuco, a quarta planta no País e a primeira no Nordeste. Localizada no Complexo Industrial Portuário de Suape, em Ipojuca, Região Metropolitana do Recife (RMR), a seção deverá dobrar a escala da empresa no País, com a produção de 700 milhões de caixas de medicamentos por ano. Para isso, serão contratados 500 trabalhadores até 2021, além dos 200 admitidos na fase de construção.

A instalação da empresa no Estado será dividida em duas fases. Na primeira, orçada em R$ 352 milhões, serão erguidos o Centro de Distribuição para o Norte e Nordeste e a unidade de embalagens de medicamentos sólidos (comprimidos e cápsulas). Os produtos virão da unidade produtora de Guarulhos (SP), transportados por terra. Do valor aplicado nesse primeiro momento, R$ 252 são oriundos de empréstimo realizado junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A previsão é que as operações da primeira etapa sejam iniciadas já no primeiro semestre de 2019.

O segundo estágio será a construção da fábrica de medicamentos sólidos de diversas linhas, prevista para ser entregue em 2021. Ao entrar em operação, a primeira etapa do empreendimento irá empregar diretamente 200 pessoas. Ao fim de todo o processo, além das outras 300 vagas criadas para a segunda etapa, devem ser gerados mais 2.500 empregos indiretos.

“A nova planta vai fortalecer a atuação do Aché nas regiões Norte e Nordeste. Além disso, Suape tem facilidades logísticas que o porto oferece, o que vai impulsionar a plataforma de exportação dos produtos da empresa e a importação de matérias-primas. As regiões atendidas são aquelas onde o mercado farmacêutico mais cresce. Estar nessas regiões é estratégico para a expansão da empresa”, afirmou a presidente do Aché Laboratórios Farmacêuticos, Vânia Nogueira, que esteve na segunda-feira na cerimônia do lançamento da pedra fundamental da unidade em Pernambuco, com a presença do governador Paulo Câmara.

Para se estabelecer em Pernambuco, a empresa ainda contou com o incentivo de isenção de ICMS presumido em 85% – percentual calculado com base na localização da instalação do empreendimento, de acordo com o Programa de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco (Prodepe), acrescido de 10% concedido pelo compromisso de promover a qualificação de mão de obra em um novo segmento industrial.

“Essa é a primeira empresa privada da área farmacêutica a se instalar no Estado. Por ser uma empresa de grande porte e diante do alto investimento, nossa expectativa é atrair outras indústrias e fornecedores para criar uma nova cadeia produtiva local”, disse o presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), Leonardo Cerquinho. Considerando os benefícios fiscais, a empresa ainda deve gerar uma arrecadação de R$ 103,6 milhões aos cofres do Estado.

FÁBRICA

A unidade fabril está sendo erguida em um terreno de 250 mil metros quadrados localizados na PE-09. No prédio, serão utilizadas tecnologias sustentáveis, como painéis fotovoltaicos nas coberturas dos edifícios garagem, fábrica de sólidos e nos armazéns; captação de água pluvial; estação de reúso de água; usina de reciclagem e Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) industrial e doméstico.

Últimas notícias