TECNOLOGIA

Carros autônomos já são realidade no mercado

Indústria facilita acesso a tecnologias que auxiliam motorista na condução mais eficiente e segura

Edilson Vieira
Edilson Vieira
Publicado em 10/10/2018 às 18:58
Foto: divulgação
Indústria facilita acesso a tecnologias que auxiliam motorista na condução mais eficiente e segura - FOTO: Foto: divulgação
Leitura:

Carros que executam manobras sozinhos ou até se autoguiam, com pouca ou nenhuma interferência do motorista, estão ganhando cada vez mais atenção da indústria automobilística. Os veículos autônomos deixaram se ser uma curiosidade tecnológica. E não estão muito distantes do nosso dia-a-dia.

Fabricantes já oferecem, há alguns anos, recursos como o Park Assist, que executa manobras de baliza e estaciona o carro praticamente sozinho, com pouca interferência do motorista; e o piloto automático adaptativo, que é capaz de manter uma distância constante do carro da frente. Para o consultor automotivo Alexandre Costa, dispor dessa tecnologia não é luxo, é uma questão de segurança. “A autonomia veicular vem para compensar o elo mais fraco do trânsito, que é o ser humano. Ela atua no limite onde está a margem do erro e ajuda na condução”, diz Costa. Ele observa um esforço da indústria em disseminar essas inovações, mas acredita que ainda há desconhecimento por parte dos motoristas.

Para o consultor, muita gente manda instalar um piloto automático adaptativo no carro apenas porque ele está incluso em um pacote com bancos de couro. “Na verdade, a automação é uma tecnologia muito disruptiva porque dá ao veículo a capacidade de decidir em algumas situações, e isso exige um tempo para que o condutor se acostume ”, diz Costa. Para Ricardo Dilser, assessor técnico da FCA/Jeep a indústria automotiva é que está provocando essa mudança na forma de guiar um carro. “Hoje, ninguém tem necessidade de andar em um carro autônomo, mas os fabricantes estão investindo nesta tecnologia por uma questão de segurança. Foi assim também com os airbags e freios ABS”, afirmou Dilser.

AUTÔNOMOS

Segundo Flavia Campelo, especialista em marketing da FCA/Jeep, cerca de 35% dos compradores do Jeep Compass, optam pelo pacote tecnológico. O veículo, fabricado em Goiana (PE), pode vir equipado com um sistema desenvolvido pela Bosch, com 12 sensores, câmera ultrassonica e dois radares que permitem, entre outras ações, avisar ao motorista que o carro está saindo da pista e invadindo a faixa da contra-mão ou até freia o veículo automaticamente, em velocidade de até 42 km/hora, evitando uma colisão por distração do condutor. “São compradores ligados em tecnologia mas que também se preocupam com a segurança da família”, diz Flavia.

Esta tecnologia não é barata, mas, com a produção em escala, está ficando mais acessível. O pacote tecnológico que pode ser agregado ao Jeep Compass custava R$ 11 mil, e teve seu preço reduzido para cerca de R$ 8 mil, nos carros modelo 2019. “Com a redução no preço, esperamos alcançar 50% das vendas do Compass com o pacote tecnológico”, diz Flávia Campelo. No período de setembro de 2017 a setembro de 2018 foram vendidas no Brasil cerca de 60 mil unidades do Jeep Compass.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias