Inflação

Inflação no Grande Recife fecha 2019 em 3,71%

Recife foi a região metropolitana que teve a segunda menor variação em 2019

Ana Gabriela Lima
Ana Gabriela Lima
Publicado em 10/01/2020 às 9:51
Notícia
Acervo JC Imagem
Recife foi a região metropolitana que teve a segunda menor variação em 2019 - FOTO: Acervo JC Imagem
Leitura:

A cidade do Recife apresenta um dos menores índices de inflação das regiões metropolitanas (RM) analisadas. Das 10 RM, a de Recife foi a que teve a segunda menor variação em 2019, 3,71%. Maior apenas que a Grande Vitória, Espírito Santo, que teve índice de 3,29%. O maior índice ficou na Região Metropolitana de Belém, no Pará, com 5,51%.

>> Carne sobe 32%, e inflação oficial fecha 2019 em 4,31%

A variação dos preços foi maior em 2018 do que em 2019. Em 2018, a variação nacional fechou em 3,75%. No Recife, no ano de 2018, foi de 2,84%. Mantendo assim, uma variação menor que a nacional.

Maior variação foi em alimentos e bebidas

O grupo que apresentou maior variação em 2019 foi Alimentação e bebidas, com alta de 6,37%. Em 2018, este grupo teve inflação de 4,04%. Em 2018, o grupo com maior variação tinha sido educação, com variação de 5,32%. Na RMR, o resultado foi semelhante. Alimentação e bebidas, representou a maior variação, 5,94%.

O que mais teve variação no índice de inflação

Nacionalmente, o item que apresentou maior variação no ano de 2019 foi o feijão branco, com 98,21%. Na RMR, foi o filé mignon com 60,49%. Nacionalmente, a menor variação foi o tomate, com queda de 30,45%. Já na RMR, a menor variação foi a cebola, com queda de 27,57%.

Alguns produtos que têm grande consumo para a RMR:

Filé-mignon: 60,49%

Alho: 44,22%

Costela: 43,21%

Acém: 36,17%

Carnes em geral: 31,08%

Manga:30,68%

Alguns produtos que têm grande consumo para o Brasil:

Jogos de azar:40,36%

Acém: 36,22%

Costela:35,07%

Carnes em geral: 32,4%

Inhame:20,85%

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias