EXAMES

Boris Berenstein investe R$ 12 milhões e passa a oferecer consultas médicas

Há menos de um ano, grupo abriu as portas de unidades em Olinda e Paulista, ambas instaladas dentro de shoppings

Lucas Moraes
Lucas Moraes
Publicado em 31/01/2020 às 13:20
Notícia
Foto: Leo Motta/JC Imagem
Há menos de um ano, grupo abriu as portas de unidades em Olinda e Paulista, ambas instaladas dentro de shoppings - FOTO: Foto: Leo Motta/JC Imagem
Leitura:

 Num área de 3 mil metros quadrados, o grupo Boris Berenstein Medicina Diagnóstica inaugura oficialmente, nesta quinta-feira (6), seu novo centro de diagnósticos em Piedade. Com um investimento de R$ 12 milhões, o megacentro, como tem chamado o grupo, além dos serviços tradicionais irá abrigar uma novidade: um andar inteiro de consultórios médicos. 

Já funcionando no modelo soft opening, o espaço agrega exames de ultrassonografia, radiologia geral e odontológica, mamografia, análises clínicas, colposcopia, ressonância magnética digital, desintometria óssea e raio x, além de análises clínicas do laboratório A+ Medicina Diagnóstica. 

“Estamos andando na contramão da crise econômica que se instalou no País. Em um ano e 2 meses entregamos na Região Metropolitana do Recife três novas unidades de atendimento e geramos 30 novos empregos diretos. Não construímos mais clínicas, mas expandimos nossas operações com a abertura de unidades com o dobro e até mais da capacidade das que já tínhamos", explica Boris Berenstein.

Na unidade de Olinda, segundo ele,  os serviços já funcionam em horário estendido até as 21h e o crescimento no atendimento já é da ordem dos 40% em relação à unidade antiga que funcionava em Casa Caiada. Segundo Berenstein, todas as clínicas do grupo passarão a funcionar em horário estendido.

Consultórios

No andar de consultórios médicos, as novidades são os atendimentos em especialidades como ortopedia, ginecologia, cardiologia e fisioterapia. Atualmente, o grupo conta com sete unidades em  funcionamento (Olinda, Paulista, Derby, Boa Viagem, Piedade, Cabo de Santo Agostinho e Arcoverde, no sertão do Estado).

Para as últimas três inaugurações do grupo (Olinda, Paulista e, agora, Piedade) os investimentos já chegam à marca dos R$ 20 milhões, sendo parte destinados através de recursos próprios e outra parte financiada pelo Banco do Nordeste. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias