futebol

Brasil abre campanha na Copa das Confederações contra o Japão

Equipe quase toda renovada inicia seu grande teste antes da Copa do Mundo 2014

AFP
AFP
Publicado em 14/06/2013 às 20:41
Leitura:

BRASíLIA - A seleção enfrenta o Japão neste sábado (15) no estádio nacional Mané Garrincha de Brasília, no jogo de abertura da Copa das Confederações, e quer dar uma boa impressão para ganhar confiança para o restante da competição. Mais de 70.000 torcedores estão esperados para a primeira partida oficial entre seleções organizada em um dos 12 estádios que receberão o Mundial de 2014.

A um ano da maior competição de futebol do planeta, a Copa das Confederações serve de ensaio geral, tanto para o Comitê Organizador Local quanto para a equipe comandada pelo técnico Luiz Felipe Scolari. "Temos que fazer com que o torcedor participe desde o início e seja mais um jogador a nosso favor. Mas para isso, temos que jogar bem para motivar o torcedor", explicou Felipão na coletiva de imprensa realizada antes do treino desta sexta-feira.

"Qualquer competição que eu jogar, entro sempre para ganhar. Acho que nem Espanha e nem Itália chegaram aqui para passear, eles querem ser campeões. Temos que aproveitar o fato de jogar em casa, diante da nossa torcida, até porque assim teremos uma pequena noção de que será a Copa do Mundo" disse por sua vez o goleiro Júlio César, jogador mais experiente da equipe, que tem três Copas das Confederações no currículo.

A seleção vem embalada após a vitória por 3 a 0 sobre a França do último domingo em Porto Alegre, a primeira sobre um adversário de peso desde 2009. O Brasil nunca perdeu para o Japão jogando com a seleção principal. Foram sete vitórias e dois empates, ambos justamente em confrontos válidos pela Copa das Confederações.

Em 2001, ficou no 0 a 0, resultado que eliminou os comandados do técnico Emerson Leão na primeira fase. Em 2005, a seleção brasileira apenas empatou em 2 a 2 com os japoneses, mas mesmo assim avançou às semifinais e acabou conquistando o título ao golear a Argentina por 4 a 1 na final.

No entanto, o Japão já derrotou o Brasil na estreia de uma competição importante. Nos Jogos Olímpicos de Atlanta-1996, a seleção nipônica venceu por 1 a 0. Para estrear na Copa das Confederações com o pé direito, a seleção pode se inspirar no último confronto entre as duas equipes. Em outubro do ano passado, goleou o Japão por 4 a 0 em um amistoso disputado em Wroclaw, na Polônia, em uma de suas melhores exibições sob o comando de Mano Menezes.

O volante japonês Yasuhito Endo se disse ansioso por mostrar outra cara neste sábado. "Eles têm uma equipe muito forte e temos que impedir que repita o que fez na Polônia. Vamos fazer de tudo para causar uma impressão melhor desta vez, porque tem muito mais em jogo", explicou o jogador de 33 anos, um dos mais experientes da seleção japonesa.

"O Brasil está jogando em casa e é o meu favorito para ganhar a competição. Nossa equipe cresceu muito nos últimos anos, se desenvolveu, e nosso objetivo é mostrar as nossas melhorias", comentou o técnico do Japão, o italiano Alberto Zaccheroni.

Em coletiva de imprensa realizada na quinta-feira, o jovem craque Neymar concordou com a análise do treinador adversário e deixou claro que encara o jogo com cautela. "É uma grande seleção, que vem evoluindo muito. Honda e Kagawa são dois grandes craques. Todo mundo deve ficar esperto e vamos ver o que o professor Felipão vai nos passar", afirmou o camisa 10 da seleção, referindo-se a Keisuke Honda, do CSKA, e a Shinji Kagawa, do Manchester United.

Neymar até arrancou risadas, principalmente da imprensa asiática, ao lembrar que adorava jogar com o ex-ídolo japonês Hideoshi Nakata em videogames. Para a partida deste sábado, Felipão deve optar por uma escalação parecida com a que começou o jogo contra a França no último domingo.

O Brasil deve iniciar a partida com Júlio César no gol, Marcelo e Daniel Alves nas laterais. A dupla de zaga será formada por David Luiz e Thiago Silva, enquanto Luiz Gustavo e Paulinho serão os volantes. Oscar fará a articulação das jogadas e Hulk, Neymar e Fred formarão o trio de ataque.

Durante os treinos desta semana, Felipão testou diversas vezes uma formação com David Luiz atuando como volante. Paulinho, que torceu o tornozelo durante o treino da última quinta-feira treinou normalmente nesta sexta-feira e deve ter condições de começar o jogo como titular.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias