Seleção Brasileira

CBF troca placas de patrocínio nos campos da Granja

A troca nas placas de publicidade atende às exigências da Fifa, organizadora da Copa, e provoca a inusitada situação de fazer com que o Brasil treine em um campo com marcas de empresas concorrentes aos seus patrocinadores

Da AE
Da AE
Publicado em 08/06/2014 às 15:05
Foto: Reprodução/ UOL
A troca nas placas de publicidade atende às exigências da Fifa, organizadora da Copa, e provoca a inusitada situação de fazer com que o Brasil treine em um campo com marcas de empresas concorrentes aos seus patrocinadores - FOTO: Foto: Reprodução/ UOL
Leitura:

A proximidade do início da Copa do Mundo, marcada para começar no dia 12 de junho, com o duelo entre as seleções do Brasil e da Croácia, no Itaquerão, forçou a CBF a substituir as placas de patrocínio colocadas nos campos da Granja Comary, em Teresópolis (RJ), onde a equipe dirigida pelo técnico Luiz Felipe Scolari se prepara para o torneio. 

Esta é a mudança mais visível realizada na concentração da seleção brasileira na região serrana do Rio de Janeiro e pôde ser vista na manhã deste domingo. A troca nas placas de publicidade atende às exigências da Fifa, organizadora da Copa, e provoca a inusitada situação de fazer com que o Brasil treine em um campo com marcas de empresas concorrentes aos seus patrocinadores.

São os casos da operadora de telefonia Oi, da empresa de cartões de crédito Visa e da fabricante de material esportivo Adidas. Nesses três casos, a seleção brasileira tem os patrocínios de Vivo, Mastercard e Nike. 

Além disso, neste domingo (8), a delegação da seleção brasileira para a Copa terá um encontro com membros da Fifa, marcado para as 19h45, na Granja Comary, onde receberá orientações sobre procedimentos que precisam ser cumpridos durante a competição. 

Após folgar no sábado (7), a seleção retornou neste domingo para Teresópolis e treinará às 15h30 no seu centro de treinamentos, intensificando a preparação para o jogo de abertura da Copa, na próxima quinta-feira(12).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias