MOBILIDADE

Prometido para Copa de 2014, Corredor Leste-Oeste segue em obras

Terminais integrados e estações do BRT ainda não foram entregues

Matheus Cunha
Matheus Cunha
Publicado em 07/01/2018 às 9:02
Bobby Fabisak/JC Imagem
Terminais integrados e estações do BRT ainda não foram entregues - FOTO: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

O Terminal Integrado de Camaragibe, com obras de ampliação ainda por começar, é o ponto inicial do corredor Leste-Oeste do BRT, uma das promessas do Governo do Estado ainda para a Copa do Mundo de 2014, e que liga o município até a Avenida Conde da Boa Vista, no Centro do Recife. Essa não é a única reforma que não foi entregue a tempo para o Mundial, tampouco o único TI a não ficar pronto. Há ainda estações do BRT inacabadas, mesmo após três anos e meio do fim da competição. O trecho tem 16km de extensão, cruzando toda a Avenida Caxangá.

Apesar de não ter sido ampliado e modernizado, o TI de Camaragibe atendeu à população e aos torcedores durante a Copa. Algo que não aconteceu com os TIs da III e da IV Perimetral. O primeiro, localizado na Avenida Caxangá, no bairro do Cordeiro, teve a sua obra concluída em dezembro passado, passando agora pelos últimos ajustes e testes antes da inauguração, marcada para os próximos dias. Entre 10 mil e 15 mil pessoas devem circular por dia no local. Já o segundo, também na Caxangá, mas na altura do cruzamento com a BR-101, deverá demorar ainda mais para ficar pronto, com previsão de entrega apenas para julho deste ano. Essa obra é ainda maior e, quando estiver pronta, tende a receber 40 mil usuários por dia.

Os dois terminais passaram três anos com a obras paradas, mesmo com o estado avançado. O da III Perimetral teve as obras paralisadas em 2015, quando já estava 90% pronto. Já o da IV ficou abandonado quando estava 70% feito. O problema dos dois TIs foi o mesmo que atrasou o Ramal Externo da Copa: o abandono da construtora Mendes Júnior, que decretou falência após ser acusada na Operação Lava Jato. O abandono resultou num custo extra para o Governo de Pernambuco. Juntas, as conclusões dos dois TIs custaram R$ 6,3 milhões a mais aos cofres públicos, tendo em vista o tamanho da degradação causada pelo abandono.

GOVERNADOR OTIMISTA

Questionado sobre os atrasos no corredor Leste-Oeste, o governador Paulo Câmara se mostrou otimista quanto a sua conclusão neste ano. Falou ainda que o Governo também pensa em melhorias para o trecho.

“Todos os corredores, seja Leste-Oeste ou Norte-Sul, a gente conclui agora (2018). Está faltando pouca coisa. Sejam os terminais integrados ou as estações. Temos obras também no Ramal da Copa, com a finalização do viaduto e da avenida. A gente espera em 2018 concluir essas obras que foram pensadas para a Copa do Mundo de 2014 e já pensar em adaptações e melhorias desse legado que é importante para Pernambuco”, explicou.

Um dos principais corredores viários da cidade, a Avenida Conde da Boa Vista conta com seis estações do BRT. Mesmo já inauguradas, a maioria funciona de maneira improvisada, sem ar-condicionado e vidros no local. A expectativa é que nesse ano elas atendam aos padrões impostos nas outras estações dos dois corredores da cidade. (M.C)

Últimas notícias