Grupo E

Atrás do Brasil, Suíça avança às oitavas após empate com a Costa Rica

Suíça garante o segundo lugar com cinco pontos e enfrenta a Suécia na próxima terça-feira, às 11h, em São Petersburgo.

Vinícius Barros
Vinícius Barros
Publicado em 27/06/2018 às 16:56
Foto: DIMITAR DOLKOFF/AFP
Suíça garante o segundo lugar com cinco pontos e enfrenta a Suécia na próxima terça-feira, às 11h, em São Petersburgo. - FOTO: Foto: DIMITAR DOLKOFF/AFP
Leitura:

Em duelo pela última rodada do Grupo E, Suíça e Costa Rica ficaram no empate por 2x2 na cidade de Nyzhny Novgorod. Com o resultado, os europeus garantem o segundo lugar com cinco pontos e enfrenta a Suécia na próxima terça-feira, às 11h, em São Petersburgo.

Já eliminada mesmo antes do jogo, a Costa Rica volta para casa mais cedo com o alento de ter conseguido ao menos um ponto na chave. Os gols foram marcados por Dzemaili e Drmic, para a Suíça e Waston e Sommer (contra), para "Los Ticos".

JOGO

Para não ser a única seleção da Copa a sair sem marcar gols, a Costa Rica montou uma verdadeira blitz para balançar as redes no início da partida. Com uma marcação adiantada no campo adversário, os latino-americanos criaram quatro chances reais em menos de dez minutos.

Nessa pressão, quem se destacou foi o golerio suíço Sommer. Aos cinco, espalmou chute colocado de Campbell. Logo depois, fez grande defesa em cabeçada de Celso Borges. Na sequência, Colindres ainda assustou com uma bomba no travessão.No meio, quem organizava o jogo para os costa-riquenhos era Bryan Ruíz, responsável por distribuir a bola e dar o ritmo certo para a criação dos lances de perigo.

Após a série de disparos, os europeus também quiseram dar uma resposta. Ela veio com Gavranovic, que, aos 16 bateu, para fora, do lado esquerdo do arqueiro Keylor Navas. Não demorou muito para balançarem as redes. Aos 31, Dzemaili aproveitou toque de cabeça de Embolo para o meio da área e encheu o pé: 1x0.

Com a vantagem, a Suíça soube administrar o resultado até o fim do primeiro tempo através da posse de bola, que chegou aos 66% quando os times foram para o intervalo, com 85% de precisão nos passes para a Schweizer Nati.

Na segunda etapa, a postura dos comandados do treinador Petkovic se manteve, enquanto "Los Ticos" lutavam para tirar o zero do marcador, mas esbarravam na falta de pontaria. A insistência, no entanto, foi recompensada aos 10 minutos. Em escanteio pela direita, Waston subiu mais alto que todo mundo para igualar o confronto.

Sem querer sofrer mais sustos e comprometer a classificação para a próxima fase, os europeus passaram a compor a marcação com todo o time atrás da linha a bola, na intenção de não dar brechas aos costa-riquenhos. Para dar novo gás ao setor ofensivo, Drmic entrou no lugar de Gavranovic, aos 23, mas as investidas continuavam sendo tímidas.

A segunda etapa começou a esquentar aos 32. Após cruzamento de Embolo, Drmic carimbou o travessão de Navas em bela cabeçada. No minuto seguinte, foi a vez da Costa Rica causar perigo em chute forte de Celso Borges. Sommer mais uma vez interveio para manter a igualdade do placar.

A movimentação no ataque com a entrada de Drmic surtiu efeito aos 42 minutos. O camisa 19 mandou no canto para deixar a Suíça na frente mais uma vez: 2x1. Mas, pouco antes do fim, a Costa Rica conseguiu novamente a igualdade. Campbell foi derrubado na área aos 46 e o áritro francês assinalou o pênalti. Na cobrança, Bryan Ruíz contou com a sorte ao chutar na trave, a bola resvalar na cabeça do goleiro Sommer e entrar para o fundo das redes: 2x2. 

Ficha do Jogo:

Suíça: Sommer; Lichtsteiner, Schär, Akanji e Ricardo Rodríguez; Behrami (Zakaria), Xhaka, Shaqiri (Lang), Dzemaili e Embolo; Gavranovic (Drmic). Técnico: Vladimir Petkovic.

Costa Rica: Navas; Gamboa (Smith), Giancarlo González, Acosta, Waston e Oviedo; Guzmán (Azofeifa), Celso Borges, Colindres (Rodney Wallace) e Bryan Ruíz; Campbell. Técnico: Óscar Ramírez.

Local: Nizhny Novgorod. Árbitro: Clement Turpin, auxiliado por Nicolas Danos e Cyril Gringore (todos da França) Gols: Dzemaili, aos 30 minutos do primeiro tempo e Drmic, aos 43 do segundo tempo (Suíça); Waston, aos 11 do segundo tempo, e Sommer, contra, aos 48 minutos do segundo tempo (Costa Rica) Cartões Amarelos: Gamboa, Campbell e Waston (Costa Rica); Lichtsteiner, Zakaria e Schär (Suíça).

Últimas notícias