FESTA

Torcida do Brasil lavou a alma no Bairro do Recife

Os torcedores fizeram da ponte um camarote improvisado para ver o jogo contra a Sérvia

Leonardo Vasconcelos
Leonardo Vasconcelos
Publicado em 27/06/2018 às 20:31
Guga Matos
Os torcedores fizeram da ponte um camarote improvisado para ver o jogo contra a Sérvia - FOTO: Guga Matos
Leitura:

Em uma tarde chuvosa no Recife o torcedor “lavou a alma” ao comemorar a classificação da seleção brasileira para as oitavas de final da Copa do Mundo. A vitória por 2x0 em cima da Sérvia, com gols de e Paulinho e Thiago Silva, foi bastante comemorada pelas milhares de pessoas que foram, mais uma vez, assistir a partida no Bairro do Recife. A arena montada no Cais da Alfândega ficou tão lotada que a ponte Maurício de Nassau virou uma grande arquibancada.

O perceptível aumento de público no bairro, tradicional ponto de encontro em grandes jogos do Brasil, a cada jogo é proporcional ao gradativo aumento da confiança da torcida na equipe verde e amarela. É notório que ela está abraçando mais o time e de certa forma ajudando a carregá-lo cada vez mais adiante no torneio. Se esta caminhada terminará, de fato, no sonhado hexa não se sabe. Mas o certo é que por falta de apoio na capital pernambucana não será.

O JOGO

A equipe do JC começou acompanhando a partida em uma casa de eventos no Recife Antigo, onde foi montada uma programação com shows e muita bebida para animar a torcida. Nem precisou. O primeiro tempo da partida já foi o suficiente para deixar todos bem confiantes. Na opinião dos presentes, o gol de Paulinho só fez coroar o bom volume de jogo apresentado. “O Brasil mostrou que tem um time forte coletivamente e que sabe se impor para o adversário”, disse o engenheiro Marcel Pinheiro.

Na segunda etapa, o palco seria a arena montada no Cais da Alfândega. Seria porque de tão cheia foi impossível entrar no local. Então o jeito foi fazer o mesmo que centenas de pessoas que se espremeram na ponte para tentar acompanhar o jogo no distante telão. “Como estava tudo cheio o jeito foi fazer esse camarote improvisado aqui na ponte mesmo. Mas valeu tudo pela seleção e estou confiante que o hexa vem”!, afirmou a vendedora Maria Eduarda Alves.

Últimas notícias