Será que deu certo?

Eliminação da Alemanha derruba previsões de babalorixá e astrólogo

Antes do inicio do Mundial da Rússia, o JC entrevistou dois babalorixás e um astrólogo para saber sobre os possíveis resultados

Maria Eduarda Bravo
Maria Eduarda Bravo
Publicado em 29/06/2018 às 7:39
Foto: Léo Motta/JC Imagem
FOTO: Foto: Léo Motta/JC Imagem
Leitura:

Para conseguir o sexto título da Copa do Mundo vale de tudo. Em pouco mais de um mês, torcedores enfrentam todos os sentimentos. Um deles é inevitavelmente o mais forte: a ansiedade. Quem não aguenta esperar o grande dia - a final acontece no dia 15 de julho, na Rússia -, busca alternativas para "prever" o que está por vir. Foi assim que, a 11 dias do início da Copa do Mundo, o Jornal do Commercio entrevistou dois babalorixás (Pai Thiago de Oxum e Pai Carlos) e o astrólogo Bruno Araújo.

Entre astros, búzios e muita intuição, toda energia canalizada para o time alemão não foi o bastante. Pai Carlos declarou que Alemanha seria a nova pentacampeã do Mundo, mas os nossos mais recentes rivais foram eliminados na última quarta-feira (27), ainda na fase de grupos, contra a Coreia por 2x0.

O astrólogo Bruno Araújo seguiu a mesma linha, ainda que de forma indecisa. Segundo ele, a Alemanha disputaria a final com Rússia ou Espanha, ou "um país que nunca foi campeão poderá conquistar o título desta vez". A premissa de Bruno é fundamentada no mapa astral do evento, que tem como ascendente o signo Escorpião. "Os planetas estão a favor de países jupiterianos e marcianos, como a Alemanha, que tem forte relação com Marte em Aquário", esclareceu uma semana antes da Copa.

Foto: Léo Motta/JC Imagem
Vamos ganhar a Copa do Mundo? A má notícia é que todos apontam um longo caminho até ao sonhado hexa - Foto: Léo Motta/JC Imagem
Foto: Léo Motta/JC Imagem
Resultado que fica a desejar é reflexo da “nuvem negra” que ronda o País em todos os âmbitos - Foto: Léo Motta/JC Imagem
Foto: Léo Motta/JC Imagem
Para Pai Carlos, o Brasil já é “caso perdido” antes mesmo de o evento começar - Foto: Léo Motta/JC Imagem
Foto: Léo Motta/JC Imagem
Baseado nas posições dos planetas, signos e sistemas de casas, o astrólogo Bruno vê as tendências - Foto: Léo Motta/JC Imagem
Foto: Léo Motta/JC Imagem
Assim como as pessoas, eventos também têm mapa astral. O ascendente desta Copa é escorpião - Foto: Léo Motta/JC Imagem
Foto: Léo Motta/JC Imagem
A Espanha é a indicação de Pai Thiago de Oxum para levantar a taça de campeão - Foto: Léo Motta/JC Imagem
Foto: Léo Motta/JC Imagem
Pai Thiago de Oxum defendeu que as seleções brasileira e portuguesa não serão vítimas de atentado - Foto: Léo Motta/JC Imagem
Foto: AFP
"O que vejo o Brasil conquistar, não vejo para a Argentina", alerta Pai Thiago de Oxum - Foto: AFP
Foto: AFP
“Só quero jogar e ser campeão”, declarou Neymar - Foto: AFP
Foto: AFP
O astrólogo acredita que esta Copa poderá ter resultados surpreendentes e aposta em novos jogadores - Foto: AFP
Foto: AFP
"O hexa vem, está aí já”, brincou o camisa 10 - Foto: AFP
Foto: AFP
Pai Carlos acredita que Tite é o único que tem um pouco de energia, mas terá problemas de saúde - Foto: AFP
Foto: AFP
Pai Thiago de Oxum acredita que Cristiano Ronaldo terá problemas de saúde mental - Foto: AFP
Foto: AFP
“Os reflexos dos conflitos serão claros no campo", aponta o astrólogo Bruno - Foto: AFP
Foto: AFP
Para Pai Thiago de Oxum, Seleção não poderá contar com Neymar e precisa de um plano B - Foto: AFP

Ainda que os atuais campeões mundiais tenham perdido a oportunidade de seguir na disputa, a Rússia e a Espanha podem de fato, chegar aos “finalmentes”. Mesmo tropeçando no último jogo em que perdeu de 3x0 para o Uruguai, os russos estão classificados para as oitavas e disputam a vaga com a primeira colocada do grupo B, a Espanha.

Pai Thiago de Oxum afirmou que, apesar de não serem os potenciais vencedores, a Alemanha e a França teriam bons resultados. Porém, reiterou a predileção da Espanha como a possível campeã. Fato é que, ainda que a Alemanha tenha sido eliminada muito brevemente, a França confirmou o favoritismo na disputa e garantiu o primeiro lugar do Grupo C. Nas oitavas, a equipe francesa joga contra a Argentina, neste sábado (30).

E o hexa... vem?

Uma coisa é certa: se depender das previsões dos entrevistados, o hexa estava mais longe que a própria Rússia. Para Pai Carlos, o Brasil já era "caso perdido" antes mesmo de o evento começar e não contava com a Seleção nas oitavas de finais. Por sorte ou competência, a premissa se desfez de forma satisfatória. O Brasil terminou a fase de grupos na primeira colocação do Grupo E e assegurou vaga nas oitavas de final do Mundial da Rússia. A seleção canarinho vai encarar o México, na próxima segunda-feira (2), às 11h (horário de Brasília), em Samara.

Se depender dos búzios do Pai Thiago de Oxum, a torcida pode ficar tranquila. Segundo ele, a seleção está garantida até, pelo menos, as quartas de final. Chegar ou não à final dependerá de uma difícil disputa. Para o astrólogo Bruno, as condições não estão tão favoráveis. "O planeta Saturno estará retrógrado: mais um ponto negativo para o Brasil", pontua.

Da "nuvem negra", nem o técnico Tite ficou de fora. "O gaúcho é o único que tem um pouco de energia, mas terá problemas no sistema nervoso", afirmou Pai Carlos. Dependendo do resultado final da nossa Seleção, com tantas emoções, a variável ainda é possível. Na fase de grupos, o time não apresentou muita estabilidade.

O quesito saúde veio forte no arranjo. No jogo contra Costa Rica, o técnico sentiu dor em outro lugar: nas pernas. Após comemorar o gol de Neymar, Tite foi praticamente "atropelado" dentro do campo. Marcelo, por sua vez, sentiu dor na lombar e foi substituído logo no início do primeiro tempo contra a Sérvia.

"Los hermanos"

As surpresas negativas eram esperadas por toda a América do Sul. Quanto aos "hermanos" argentinos, a expectativa do Pai Thiago de Oxum é que o time não chegue nem à semifinal. "Eles [jogadores argentinos] vão cair muito e terão muita dificuldade nos jogos”, adiantou Pai Thiago de Oxum. Messi, com alto nível de expectativa entre as torcidas, estava escalado no time dos que terão grandes frustrações. De fato, os dois primeiros jogos da fase de grupos da Argentina não tiveram o rendimento esperado nem pelo próprio atacante. O último, contra Nigéria, trouxe de volta a esperança dos nossos principais rivais.

"Não me lembro de ter sofrido tanto. Foi um alívio muito grande. A situação estava muito complicada em função dos resultados. Muitas coisas que aconteceram nos encaminharam para uma via difícil, mas finalmente conseguimos o objetivo. Não esperávamos sofrer tanto. Graças a Deus saiu o resultado", declarou Lionel Messi. Com a vitória do último jogo, a Argentina luta contra a França por uma vaga nas quartas.

O que vem por aí?

Resta-nos esperar as oitavas de finais que começam neste sábado (30). Para a próxima fase, a regra é simples: seleções que vencerem jogos disputados no mesmo dia no primeiro mata-mata se enfrentarão nas quartas.

Sábado (30)

11h: França x Argentina
15h: Uruguai x Portugal

Domingo (1)

11h: Espanha x Rússia
15h: Croácia x Dinamarca

Segunda-feira (2)

11h: Brasil x México
15h: Bélgica x Japão

Terça-feira (3)

11h: Suécia x Suíça
15h: Colômbia x Inglaterra

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias