futebol

Federação reconhece erro de Mercante, mas árbitro não será punido

Presidente Carlos Alberto Oliveira lembrou que a entrada do árbitro no sorteio foi uma solicitação do Sport

Diogo Menezes
Diogo Menezes
Publicado em 09/05/2011 às 15:17
Leitura:

O presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Carlos Alberto Oliveira, reconheceu que o árbitro Cláudio Mercante errou ao não expulsar o zagueiro tricolor Thiago Mathias na primeira partida da decisão do Estadual entre Sport e Santa Cruz, vencida pelos corais por 2x0. Segundo Carlos Alberto, o árbitro só não será punido porque o Estadual está no fim, mas que a falha do árbitro "terá um peso em outras decisões", deixando a entender que Mercante não voltará a apitar um clássico decisivo em Pernambuco tão cedo.

"Ele errou e merecia ser punido. Só não vai porque o campeonato está terminando. Mas em outras decisões esse erro será pesado", destacou o mandatário do futebol estadual. "Mercante é um árbitro que varia muito. E não é um rapaz de sorte. Todo jogo dele tem um problema. Tenho medo quando ele cai para apitar um jogo como esse", completou.

Carlos Alberto lembrou ainda que a entrada de Cláudio Mercante no sorteio foi uma solicitação do Sport. "Por mim, o árbitro seria Emerson Sobral, que foi o melhor juiz do campeonato. Mas o pessoal do Sport pediu e insistiu para que Cláudio Mercante entrasse no sorteio", recordou.

Para a segunda partida da final entre Santa Cruz e Sport, domingo (15), no Arruda, o árbitro será o baiano, radicado na Federação Paulista, Sálvio Spínola, que apitou o segundo jogo da semifinal entre Náutico e Sport, que classificou os rubro-negros, e teve atuação elogiada.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias