Libertadores

Antes de final, Pelé pede para Neymar ser mais estável

Rei do Futebol disse que o atacante precisa deixar de tentar cavar tantas faltas

Rafael Carvalheira
Rafael Carvalheira
Publicado em 22/06/2011 às 16:23
Leitura:

SÃO PAULO - No mesmo dia em que o Santos lutará para conquistar o seu terceiro título da Copa Libertadores, na final desta quarta-feira (22), contra o Peñarol, no Pacaembu, Pelé fez uma crítica direta à postura de Neymar dentro de campo com a camisa do clube da Vila Belmiro. Em evento promocional da competição continental, realizado em São Paulo, o ex-jogador disse que o atacante precisa deixar de tentar cavar tantas faltas e ser "mais estável".

Pelé admitiu que o jovem santista não tem porte para aguentar todas as pancadas dos defensores, mas enfatizou que o jogador está abusando do direito de cair no gramado para que os árbitros marquem mais infrações a seu favor. "Muitas vezes se cai porque não se pode evitar, mas ele está exagerando", disse.

O maior artilheiro de todos os tempos ressaltou que Neymar seria beneficiado em muitos lances em que preferiu cair em campo ao invés de tentar seguir em pé. O astro revelou que deu conselhos ao atacante e destacou que o mesmo deve evitar também possíveis simulações no gramado após ser derrubado pelos zagueiros. "Inclusive quando lhe fazem falta, não pode fazer um espetáculo" disse Pelé, para depois acrescentar: "Eu lhe disse que ele tem de evitar isso. Ele tem de ficar mais estável".

No primeiro jogo da final da Libertadores, realizado em Montevidéu, Neymar tomou um cartão amarelo após o árbitro paraguaio Carlos Amarilla considerar que o atacante tentou simular uma falta, apesar de ele ter sido atingido por um adversário com uma das mãos. No intervalo do duelo, o próprio jogador protestou contra a decisão do juiz e foi defendido por Muricy Ramalho. O técnico temia pela expulsão do atleta, viu perseguição contra ele e ameaçou tirá-lo de campo se o árbitro seguisse o repreendendo de forma enérgica contra supostas encenações dentro de campo.

Pelé foi bicampeão da Copa Libertadores com a camisa do Santos, com os títulos de 1962 e 1963, e nesta noite de quarta estará no Pacaembu para ver Neymar e seus companheiros tentarem buscar o tricampeonato continental.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias