cicatrizes

Copa América tem um sabor especial para Julio Cesar

"A minha maior motivação é mostrar que, a cada competição, tenho condição de estar aqui"

Isabela Lemos
Isabela Lemos
Publicado em 22/06/2011 às 14:24
Foto: AFP
FOTO: Foto: AFP
Leitura:

A disputa da Copa América, em julho, na Argentina, tem um sabor especial para o goleiro Julio Cesar. Titular da seleção brasileira, ele tem boas recordações da competição, ressalta também o fato de o Brasil poder conquistar o título na casa do maior rival e ainda vê a chance de mostrar novamente o seu valor apagando a falha no Mundial da África do Sul.

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (22), depois do primeiro treino da seleção em Campana, que fica a cerca de 60 quilômetros de Buenos Aires, Julio Cesar comentou sobre a falha no primeiro gol da Holanda durante a derrota por 2 a 1 que eliminou o Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo. E garantiu já ter superado o lance ocorrido há cerca de um ano.

"Não deixo de pensar naquele lance de vez em quando. Mas a Copa já está cicatrizada, já passou", afirmou Julio Cesar, lembrando que ficou muito abalado com a falha no gol holandês e com a eliminação brasileira. "O que mais senti naquele momento é que a equipe sentiu aquele gol, ficou abalada psicologicamente. Aquele grupo merecia ir à final."

Mas, passado o trauma da eliminação no Mundial, Julio Cesar disse estar pronto para seguir sua trajetória na seleção. "Estava com muita vontade de voltar para a seleção, para continuar o meu ciclo. A minha maior motivação é mostrar que, a cada competição, tenho condição de estar aqui. Quero mostrar minha força, que ainda tenho condições de estar aqui", explicou.

"Ganhando a Copa América, tudo se renova. Vai ser muito importante para mim", admitiu Julio Cesar, que já conquistou o título da competição em 2004 - "Foi quando me firmei na seleção" lembrou. "É sempre gostoso vencer uma competição pela seleção. Agora, a gente tem mais uma, na casa do nosso maior rival", afirmou o goleiro, reconhecendo ser especial poder vencer na Argentina.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias