Mundial de Clubes

Santos estreia contra Kashiwa mirando o Barcelona

Peixe faz seu 1º jogo no Mundial de Clubes nesta quarta-feira (14) contra Kashiwa Reysol,querendo espantar zebra. Duelo marca reencontro dos ex-rubro-negros Durval e Nelsinho Batista

João de Andrade Neto
João de Andrade Neto
Publicado em 13/12/2011 às 22:15
Leitura:

Chegou o dia que o Santos espera desde 22 de junho, quando ganhou o tricampeonato da Libertadores depois de 48 anos da segunda conquista. O jogo contra o Kashiwa Reysol, nesta quarta-feira (14), a partir das 7h30 (do Recife), representa não só a estreia no Mundial de Clubes da Fifa, mas um obstáculo a ser transposto para, então, chegar ao momento mais esperado do ano: a final de domingo em Yokohama, que só não será contra o Barcelona se o time espanhol resolver arrumar as malas e voltar para casa antes de pegar o Al-Sadd, do Catar. 

O jogo marca o reencontro do xerife Durval (improvisado na lateral esquerda santista) com Nelsinho Batista (técnico do time japonês), personagens do título do Sport da Copa do Brasil de 2008.

Depois de cinco dias de treino no Japão (os três últimos bem leves), os santistas estão ansiosos. Sabem da importância do jogo de estreia no Mundial e da responsabilidade que carregam. Uma derrota será uma grande marca de fracasso em suas carreiras, ao passo que a vitória tirará um peso considerável de suas costas e os colocará na condição de azarões ante o todo poderoso Barcelona.

Santos: Rafael, Danilo, Edu Dracena, Bruno Rodrigo e Durval, Arouca, Henrique, Elano e Ganso, Borges e Neymar. Técnico: Muricy Ramalho.

Kashiwa: Sugeno; Sakai, Masushima, Hashimoto e Kondo; Otani, Leandro Domingues, Jorge Vagner e Kurisawa; Tanaka e Kudo. Técnico: Nelsinho Batista.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias