Reclamação

Torcida protesta em CT do Cruzeiro antes de clássico

Cem torcedores protestaram contra a equipe e contra o presidente Gilvan de Pinho Tavares na véspera do jogo com o Atlético-MG

AE
AE
Publicado em 25/08/2012 às 15:00
Leitura:

Cerca de 100 torcedores, a maioria deles membros da principal torcida organizada do Cruzeiro, compareceram na manhã deste sábado (25) à Toca da Raposa II, onde treinava o time celeste, para protestar contra a equipe e contra o presidente Gilvan de Pinho Tavares na véspera do clássico contra o Atlético-MG.

Cantando palavras de ordem, os torcedores reclamaram que o time, que brigou contra a queda no Brasileirão do ano passado, está apresentando futebol de segunda divisão, cobraram raça do elenco e disseram que a equipe é "pipoqueira".

Os torcedores, que foram acompanhados monitorados pela Polícia Militar e não chegaram a ter contato com os jogadores, também exigiram uma vitória no clássico deste domingo, às 18h30, no Independência. De acordo com eles, as cobranças agora são principalmente sobre Gilvan, pela montagem de um time forte, mas o alvo pode mudar em caso de derrota para o líder da competição.

No clássico deste domingo, pela última rodada do primeiro turno, só estará presente a torcida do Cruzeiro ao Independência, uma vez que o mando é do time celeste, e um acordo entre os dois clubes, as polícias Civil e Militar e Ministério Público definiu que os clássicos no estado do América terão apenas a torcida mandante.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias