Copa Sul-Americana

Grêmio passa sufoco, mas vence no Equador e fica perto das quartas

Único gol do jogo foi marcado de cabeça por pelo zagueiro Werley aos 45 do primeiro tempo, depois de uma cobrança de falta de Elano

AFP
AFP
Publicado em 27/09/2012 às 7:30
Leitura:

O Grêmio jogou com um homem a menos durante mais de trinta minutos e passou sufoco no segundo tempo, mas conseguiu um ótimo resultado fora de casa ao derrotar o Barcelona de Guayaquil por 1 a 0, na quarta-feira (26), na partida de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana.

O único gol do jogo foi marcado de cabeça por pelo zagueiro Werley aos 45 do primeiro tempo, depois de uma cobrança de falta de Elano.

Com o resultado, o Grêmio pode até se dar o luxo perder por um gol de diferença no jogo de volta, que será disputado no dia 24 de outubro no Olímpico, desde que faça pelo menos um gol.

O time gaúcho se complicou aos 15 do segundo tempo, quando Tony foi expulso após ter levado o segundo cartão amarelo depois de dar uma entrada dura em Peralza.

O grande destaque da partida foi o goleiro Marcelo Grohe, que salvou o tricolor várias vezes.

Empurrados por 40.000 torcedores que lotaram o estádio Monumental Banco Pichincha, os equatorianos tiveram muitas chances de gol, principalmente nos minutos finais, mas os gaúchos conseguiram aguentar a pressão e sair de Guayaquil com um ótimo resultado.

O Grêmio levou um primeiro susto aos 13 do primeiro tempo, quando Narciso Mina aproveitou uma falha de Vilson e ficou cara a cara com Grohe, mas o goleiro levou a melhor e conseguiu ficar com a bola.

O time brasileiro reagiu aos 17, com um chute de Kléber que passou por pouco por cima do travessão.

Aos 35, Roosvelt Oyola arriscou de fora da área, mas Grohe fez uma defesa espetacular. Sete minutos depois, o goleiro do Grêmio foi salvo pelo seu travessão aos 42 numa cabeçada de Jairo Campos depois de uma cobrança de falta de'Kitu' Díaz.

Foi justamente em outra cobrança de falta que o tricolor abriu o placar, logo antes de intervalo. Elano achou a cabeça de Werley, que estava sozinho para cabecear para as redes, calando a torcida local.

Os equatorianos tentaram reagir no segundo tempo, mas esbarraram na retranca dos comandados do técnico Vanderlei Luxemburgo.

Aos 11, Arroyo ameaçou numa cobrança de falta, mas Grohe espalmou para escanteio.

Três minutos depois, Anderson Pico por pouco não ajudou os equatorianos. Ele quase marcou contra numa cobrança de escanteio, desviando a bola de cabeça contra a própria a trave.

Aos 15, a situação do Grêmio se complicou com a expulsão de Tony. Os equatorianos aproveitaram a superioridade numérica para levar mais perigo, mas Grohe fechou o gol, garantindo a vitória do tricolor.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias